Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

OPV do Banco BAI

Luanda /
23 Mai 2022 / 13:21 H.
Daniel Sapateiro

Estamos perante a primeira e grande Oferta Pública de Venda (OPV) de acções de um banco. É o banco BAI, o maior banco no conjunto de rácios bancários mais usualmente utilizados na avaliação deste tipo de instituições.

Numa oferta de venda pública (ou IPO em inglês – Initial Public Offering), todos os tipos de activos financeiros podem ser emitidos ou parte, como é o caso do banco BAI, com a privatização de 10% do capital. Todos os tipos de activos podem ser negociados no mercado secundário, seja dívida ou Capital Próprio. Neste caso, é mesmo Capital Próprio.

No caso das acções é um processo pelo qual novos accionistas são admitidos na empresa, neste caso, nenhuma nova acção é emitida mas sim as acções colocadas à venda são as dos accionistas anteriores para este processo, isto é, os actuais accionistas. O capital social não muda, só muda de mãos. No caso do banco BAI, o que se trata é de privatização, isto é, a venda de participações de empresas públicas ou da esfera pública para privados.

Uma OPV pode ocorrer tanto em empresas que não são cotadas, como geralmente sabemos, ou em empresas que já estão cotadas. O banco BAI não está cotado em Bolsa, porque na realidade ainda não temos Bolsa de Valores Mobiliários em funcionamento em Angola. No primeiro caso, a empresa decide abrir o capital e, para isso, os accionistas fazem parte dos títulos existentes disponíveis ao público. No caso de uma empresa que já esteja listada/cotada, uma oferta pública inicial ocorre quando os acionistas maioritários decidem vender as ações. Se essas ações não forem admitidas à negociação, a sua admissão à negociação será solicitada para o posterior lançamento da OPV.

Quando uma empresa decide oferecer as suas ações ao público, a empresa deve publicar um prospecto, uma vez que as acções foram admitidas à negociação. Se esta é a primeira vez que ele vai à negociação, eles são admitidos à negociação de um certo número de acções (número limitado), se mais tarde você decidir para tomar novas negociação acção vai ter que refazer uma OPV, o capital ou o procedimento jurídico relevante.

Algumas das razões para que uma empresa decida fazer uma OPV podem ser as seguintes:

• Serve para fechar totalmente o capital de uma empresa e fazer com que o negócio deixe de ser listado em Bolsa. Na prática, aumenta o poder de decisão interno da gestão, já que não é preciso submeter as informações e as escolhas para avaliação dos acionistas.

• Geralmente, uma empresa entra na bolsa de valores com o objectivo de captar recursos para financiar seus projectos. Quando essa fonte de financiamento já não é necessária pela consolidação do negócio, pode ocorrer o «fecho» de capital.

Perante estas explicações sobre o que é uma OPV, há que afirmar que perante as perguntas das vantagens e desvantagens, na minha opinião as vantagens e benefícios suplantam as desvantagens. E passo a explicar o porquê:

- O banco BAI é o maior banco em Angola. Tem ganho prémios nacionais e internacionais pela sua solidez.

- A saída da Sonangol e da Endima é positiva para que privados possam entrar no capital social do banco e haja igualmente um desligar destas entidades públicas com o banco.

- O banco está presente em Cabo Verde e em Portugal. Pelo Balanço do banco as perspectivas de crescer internamente, por via de fusões é mais do que provável, sempre dependente de autorizações do Banco Nacional de Angola e da Autoridade Reguladora da Concorrência. Externamente há sempre a possibilidade de crescer para outras paragens em África.

- O banco distribuiu dividendos aos seus accionistas em 2020 na ordem dos 30% dos lucros líquidos.

- Em 2021 distribuiu 50% do resultado dos lucros do banco.

- O banco tem crescido em praticamente todos os rácios económicos de forma positiva, exceptuando a margem complementar: o negócio das divisas e da Dívida Pública. Cresce em margem financeira: captação de depósitos e atribuição de crédito, em canais de distribuição, clientes activos, ATM, TPA, cartões activos, etc.

- Tem desafios que se os enfrentar ainda vai acrescer mais valores para os «stakeholders»: clientes, fornecedores, Estado e claro para os seus accionistas, tais como:

- aumentar o rácio de transformação de crédito para os 18/20%;

- reduzir a concentração de depósitos e crédito = top 20, dos actuais 38 e 51%, respectivamente;

- Baixar o custo operacional sobre o lucro (cost to income) para níveis de 30/35%. Actualmente é de 61%.

- Aumentar a receita «core» por cliente os 180 a 200.000 Kwanzas;

- Reduzir os custos administrativos em torno dos 100 a 100. Actualmente é de 127.

- O crescimento do negócio do banco, a sua histórica distribuição de dividendos e a escassez de oferta do mercado financeiro em geral versus a taxa de inflação sempre acima dos 20%, relega para este caso como um bom investimento.

Questões pertinentes a ter conta para a decisão se adere à OPV ou não:

1- Tem que ser cliente BAI e ter a aplicação “BAI DIRECTO” no seu telefone/tablet;

2- O BAI substitui-se como correctora e a oferta de compra dos clientes é por essa plataforma. Pode fazer as ofertas que pretender até ao limite de dia 27 de Maio. A partir de 24 de Maio, as ofertas são irrevogáveis (3 dias antes do fecho).

3- As acções serão alienadas ao preço unitário compreendido no intervalo entre o valor mínimo de 17.200 Kwanzas e o valor máximo de 20.640 Kwanzas.

4- O preço unitário final da Oferta será fixado com base no preço para o qual a procura iguale ou exceda a oferta dentro do intervalo de preço supramencionado. Caso a procura seja inferior à oferta, o Preço Unitário Final da Oferta será o preço mais reduzido estabelecido nas declarações de aceitação (ordens de compra).

Neste sentido, apenas irão ser atribuídas acções aos investidores que submetam declarações de aceitação (ordens de compra) com preço igual ou superior ao Preço Unitário Final da Oferta.

O limite mínimo de compra de acções é de 10, sendo que as propostas de compra são baseadas em múltiplos de 10 (10, 20, 100 até ao limite de 291.750 acções).

5- Não. O BAI não pode garantir aos investidores que, após a aquisição das Acções, será possível alienar as mesmas a um preço igual ou superior ao preço de aquisição, uma vez que a venda em mercado secundário está dependente da liquidez e da actividade que este mercado apresenta (lei da oferta e da procura)

Nesta operação não há comissões associadas.

6- A partir do momento em que apresenta a sua oferta via “BAI DIRECTO”, o valor pelo qual apresenta a sua oferta x o número de acções que pretende comprar fica imediatamente «congelado», até ao final da operação, pelo que o valor fica indisponível para movimentar ao balcão do banco, via BAI NET, BAI DIRECTO e por cheque.

7- O BAI não pode garantir aos investidores que, após a aquisição das acções, será possível alienar as mesmas a um preço igual ou superior ao preço de aquisição, uma vez que a venda em mercado secundário está dependente da liquidez e da actividade que este mercado apresenta (lei da oferta e da procura), tal como não pode garantir que poderá vender as suas acções, pelo menos, ao valor que as comprou. Além disso, as acções do BAI são transmissíveis em qualquer momento.

Entrar no mercado de capitais de acções sugere sempre riscos de capital investido e a não existência do retorno do capital, contudo, é a meu ver técnico um bom investimento, sempre numa lógica de médio e longo prazo, ou seja, nunca inferior a 3, 5 anos para equacionar a venda das acções que lhe forem atribuídas do rateio deste processo. Pode, inclusive, aumentar a quantidade de acções e com isso ter um papel no banco mesmo que minoritário, por via de uma possível e desejável associação de pequenos accionistas do banco para defesa dos seus interesses e do banco.

*Economista e docente universitário