Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Home office: Uma alternativa laboral face ao COVID-19

20 Mar 2020 / 15:47 H.
Gabriel Cangueza

A situação económico-social que o mundo está a enfrentar com a pandemia de coronavírus COVID-19, obrigará que os países adoptem medidas no sentido de evitar novas contaminações e sucessivamente a redução de mortes por esta doença.

Medidas que passam por um isolamento total e ou parcial das fronteiras e um controlo rigoroso com uso de testes naqueles casos excepcionais. Mas estas restrições já estão a reflectir na economia mundial e principalmente naquelas petro dependentes e com maior relevância nos países cujos principais produtos da sexta básica são provenientes das importações de países afectados com o COVID-19.

Uma outra medida que está a ter repercussões negativas no dia-a-dia das empresas é o processo de quarentena generalizado com a ausência total dos funcionários nos escritórios, fábricas e etc. Uma solução para minorar as perdas por falta de produção hoje, com recurso as tecnologias de informação e comunicação e todas a revolução trazida pela transformação digital é possível transferirmos todo o trabalho de back office para casa é então o chamado Home Office.

Estas ferramentas, baseadas no conceito de Computação em Nuvem, permitem o armazenamento e compartilhamento na web os mais variados tipos de arquivos, desde textos, imagens, áudio, vídeo e planilhas. Qualquer trabalho que exija apenas um computador e uma boa conexão na internet, pode ter as suas acções e tarefas executadas na modalidade do Home Office.

Home Office é o escritório em casa, na verdade, ele não se limita apenas a isso. Os profissionais que actuam por meio desse regime de trabalho podem optar por locais alternativos que não sejam um escritório, e se destacam em trabalho remoto são os profissionais como publicidade, design, jornalismo, fotografia, programadores, contabilistas e qualquer outra profissão que permita o uso de um computador como ferramenta de trabalho.

Aplicativos de mensagens, tais como Skype for Business, Messenger, Whatsapp for Business, Slack e Google Hangouts e do Cloud Computing, Dropbox e Gsuite, transformaram o modo como as pessoas se comunicam, compartilham informações e executam seu trabalho estas tecnologias servirão de base para a evolução do Home Office.

Enquanto enfrentam o COVID-19 muitas empresas adoptaram o trabalho remoto, virando uma regra temporária em escritórios do Facebook, Apple, Google, Twitter, entre outros. Em Angola é tempo para que empresas do sector financeiro, como bancos e seguradoras e etc, desde já, incentivar os seus funcionários a trabalharem no modo home office.

As razões para isso envolvem não apenas menos gastos com transporte, alimentação e infraestrutura, mas também o aumento da produtividade e qualidade de vida do colaborador,acima de tudo para evitar o contágio nesta altura da expansão do Corona Vírus.

Segundo pesquisa da SAP, em 2018 o número de home officers em todo o mundo correspondia a 32,5% dos profissionais. Em 2019 esse número aumentou para 35%.

O home office não é uma modalidade acessível para todos os profissionais. É mais indicado para algumas profissões que dependem de um computador e uma boa conexão com a internet.

Todo o funcionário e empresas que pretendam trabalhar em regime de home office, pre-parem-se para encontrarem alguns desafiosque podem mudar de empresa para empresa:

1. Invista em um Ambiente Adequado

Procure um espaço da sua casa que seja apto para exercer a sua actividade. Pense na ergonomia e disposição dos móveis, invista também em uma cadeira confortável, evitando problemas de saúde.

Se não existir nenhuma possibilidade na sua própria casa, procure na sua cidade um espaço de coworking. Na maioria das vezes essa escolha vale muito a pena.

2. Garanta uma Conexão Estável

A web é o motor que move várias profissões actualmente. Inclusive, ela é um dos factores que permitiu a difusão do home office. Por isso, tenha um plano de internet capaz de suprir todas as suas necessidades.

Invista em equipamentos de qualidade, um bom notebook ou desktop, boa impressora, se for preciso para o seu trabalho.

3. Crie uma Rotina e Mantenha sua Organização

Estipule uma rotina e mantenha os papéis e documentos guardados e em ordem, isso vale também para home office. A organização evita problemas e melhora ainda mais o seu rendimento.

A internet, as plataformas de video conferência, a computação e o armazenamento em nuvem são alguns dos pontos que tornam possível que alguns trabalhos sejam feitos remotamente.

Esse cenário não seria possível há algumas décadas, o que poderia impactar ainda mais a economia do mundo. Além do trabalho remoto, noutras realidades, estão a encerrar escolas e aulas estão a ser assistidas online.

Para as direcções de capital humano, isso significa uma mudança de paradigma. A forma como as empresas deverão lidar com o que está a acontecer agora irá definir o seu futuro e isso inclui a forma de trabalhar. Portanto, é importante que os recursos humanos estejam abertos e aptos para inovar nesta fase desafiadora a todos os níveis.