Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Empreender e inovar

27 Ago 2019 / 11:40 H.
Fausto de Carvalho Simões

Ao analisar-se o empreendedorismo, é válido referir-se os factores de inovação uma vez que a criatividade normalmente tem como resultado a inovação.

Os vários autores ligados a essa matéria dividemna em factores do ambiente psicológico e factores do ambiente físico.

a) Factores do ambiente psicológico e suas influências na criatividade e inovação

O potencial criativo do ser humano está intimamente ligado à motivação, intrínseca ao desejo de realizar ou sentir-se realizado, ao interesse e ao envolvimento que permite transformar-se em ideias criativas e concretas. O ambiente tem reflexo directo na motivação. Os factores relacionados a esse ambiente incluem uma cultura que incentive o fluxo de ideias, um sistema de avaliação de ideias justo e construtivo, através do reconhecimento do trabalho, abundância de recursos que permitam os investimentos nas ideias tornando o indivíduo inovador, confiante, eficiente na comunicação e rápido nos processos já que as mudanças são constantes ( Obbins, 2005). Para Faria e Alencar (1996) alguns aspectos que influenciam a criatividade no âmbito individual e psicológico são relacionados com uma comunicação que possibilita a democratização das informações internas de forma clara, objectiva e disponíveis.

b) Factores do ambiente físico e suas influências na criatividade e inovação

Amabile e Gryskiewicz Alencar (1998) escreveram sobre o progresso de pesquisas e suas influências sócio-ambientais na criatividade considerando como uma acção correctiva necessária. Os estudos que predominavam eram centrados na personalidade dos indivíduos criativos e suas habilidades cognitivas, visando o desenvolvimento de testes e treinamentos. É importante destacar a importância dos factores relacionados às influências psicológicas e ambientais. A variação total no pensamento criativo tem como antecedente os factores sociais, concluindo que os mesmos são quase sempre mais fáceis de mudar do que modificar características e habilidades dos indivíduos.

Todos os autores e especialistas na matéria, atrás citados, enfatizam que a criatividade para ser desenvolvida necessita de condições adequadas em todos os âmbitos, do mesmo modo como acontece na família, na escola ou nas organizações. Em um estudo realizado por alguns desses autores foi constatado que o ambiente, como espaço físico destinado ao exercício da função - como iluminação, mobiliário, acústica, temperatura adequada - influencia na criatividade.

As etapas do processo criativo

As etapas do processo criativo são as seguintes:

1. Preparação. Nesse estágio, o indivíduo procura o máximo de informações acerca do seu tópico de criação. Conforme dito anteriormente, nenhuma criação surge do nada. A título de exemplo se formos publicitários contratados para criar uma nova campanha para uma panificadora/pastelaria, se não conhecermos nada sobre essa empresa ou actividade como poderemos criar algo?

2. Incubação. Constantemente existem momentos em que quanto mais se pensa numa ideia mais ela parece fugir do pensamento; nessa altura é necessário refrescar ideias, pensar em algo diferente e de preferência que nada tenha a ver com o assunto , até voltar novamente a ela. Muitas vezes a ideia brilhante surgirá no momento que menos se espera. Lembremo-nos de Arquimedes.

Segundo reza a história durante um banho teve um insight acerca de um dos enunciados mais importantes da hidrostática:” todo corpo mergulhado total ou parcialmente em um fluido sofre uma impulsão vertical, dirigida de baixo para cima, igual ao peso do volume do fluido deslocado e aplicado no centro de impulsão”.

3. Iluminação. É nesse momento que sua ideia surge de maneira aparentemente mágica. Na maior parte das vezes ela aparece em um momento em que nos encontramos completamente relaxados ou fazendo alguma actividade que não possui qualquer relação com sua ideia genial.

4. Julgamento. Após obter todas as ideias possíveis é hora de julga-las criticamente. É possível implementá-las? Será lucrativo? Quais os factores envolvidos na sua implementação?

5. Implementação. Após o seguimento de etapas, esse é considerado o estágio mais fácil: é a etapa da implementação da ideia, no meio organizacional chamado de gestão de projectos onde há que decidir o número de pessoas envolvidas no projecto e anotar os cistos e outros pormenores.

Inovação Empreendedora

De entre muitos sábios na matéria, na definição de inovação, intrinsecamente relacionada com a criatividade, destacamos os seguintes: Joseph Alois Schumpeter, umas das personalidades póstumas mais respeitadas no cenário económico (Fevereiro de 1883 – Janeiro de 1950) foi das pessoas que mais contribuiu para o estudo da inovação, relacionando-a sempre com o sucesso empresarial e o poder de influenciar o mercado. Para Drucker (1997) a inovação é a “ferramenta específica dos empresários , o meio através do qual eles exploram a mudança como oportunidade para um negócio ou um serviço diferente. Van de Ven (1986) define a inovação como o “desenvolvimento e implementação de novas ideias por pessoas que , ao longo do tempo, empenham-se em operações com outras pessoas no interior de uma ordeminstitucional”. Allan Afuah (1998) afirma que inovação “é o uso do conhecimento para oferecer um produto ou serviço que os clientes querem”.

Em conclusão

Ao entender e impulsionar a criatividade empreendedora as lideranças das organizações proporcionam diversas vantagens que algumas vezes são claramente visíveis, enquanto noutras, por afectarem sobretudo a cultura da empresa são menos tangíveis. Empresas que dão importância à criatividade e à inovação não só estão abertas à mudança mas também são pró-activas e habilitadas a gerar e promover o desenvolvimento e a riqueza por via de uma maior interacção com os clientes e consumidores.