Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Transporte de mercadorias aumenta 219% com novos vagões

Já foi feito o primeiro protótipo do vagão para a sua produção em série, tendo em vista também o tráfego

Angola /
14 Jul 2019 / 13:09 H.

O transporte ferroviário de mercadorias, incluindo o minério proveniente da República Democrática do Congo deve aumentar em 219% este ano com o reforço de 300 novos vagões encomendados ao gigante chinês de logística Sinotrans, anunciou esta semana o Chairman do Caminho-de-Ferro de Benguela

(CFB), Luís Teixeira.

Falando à imprensa, no final da visita do embaixador chinês em Angola, Gong Tao, ao CFB, no Lobito, província de Benguela, Luís Teixeira prevê que, com a chegada dos vagões, o transporte de mercadorias aumentará de 94 mil toneladas/ano para mais de 300 mil toneladas, incluindo o tráfego internacional, onde se destaca os minérios extraídos nas regiões de Katanga, na RD Congo.

“Já foi feito o primeiro protótipo do vagão. Vai ser analisado pelos nossos técnicos e a seguir irá ocorrer a produção em série para o fornecimento ao CFB”, revela. E acrescenta: “numa primeira fase estão previstos 300 vagões, mas queremos chegar às mil unidades”.

Olhando para o transporte de mercadorias como vital para maior rentabilidade da empresa, o responsável disse que a expectativa é de mais receitas, com o primeiro lote de vagões de cargas, já que, a seu ver, haverá melhorias da produtividade e produção na cadeia do transporte ferroviário.

Saiba mais na edição núimero 214 do jornal Mercado, já nas bancas.

  • Últimas Notícias