Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Tech21 África aposta na preparação para a quarta revolução industrial

Empresa pretende lançar, ainda este ano, o Tech21 Talks, programas de formações voltadas as novas tendências tecnológicas, a para da consultoria e assessoria ao sector público e privado.

Luanda /
22 Mar 2020 / 17:03 H.

A “Tech 21 África” vai desenvolver, nos próximos meses, um plano de formação ligado às tecnologias disruptivas, informou Kiesse Canito, sénior partner da organização que falou em exclusivo ao Jornal Mercado.

Também constam dos planos dessa empresa de direito angolano, focada na conscientização sobre a quarta revolução industrial do sector público e privado, academia e sociedade civil o lançamento de um programa de debate denominado “Tech 21 Talks”, disse.

Como complemento dos objectivos traçados, a “Tech 21 África” pretende expandir a actividade de consultoria e assessoria. Associadas a essas iniciativas está o lançamento de três start-ups completando assim os quatro pilares fundamentais da actuação da Tech21 Africa.

No âmbito da conscientização, referente às transformações que ocorrem a nível mundial, o sénior partner da “TECH 21 ÁFRICA considera fundamental que o Estado, as empresas, a academia e a sociedade civil devem compreender cada um o seu papel, como forma de dirimir os riscos inerentes à quarta revolução.

Destaca que muitas empresas ainda não perceberam a relevância que essas transformações têm para os negócios e o País, porque estão muito focadas em resolver os desafios do dia-dia, face à actual conjuntura. Mas, alerta que podem sucumbir num futuro próximo, caso não acompanhem as tendências de mudança.

Por essa razão pretende lançar o “Tech21 Talks” cujo objectivo é congregar vários entes da academia, do sector privado e público, a fim de discutir temas ligado à quarta revolução e no final produzir relatórios sobre as principais conclusões que vão permitir a elaboração de estratégias e contributo para discussões de políticas públicas.

Relativamente ao segundo pilar, o da formação, a empresa tem um programa denominado “Quarta Revolução Industrial, Empreendedorismo e Novas Profissões”. Foram identificados um conjunto de tecnologias, tais como a impressão 3D, Blockchain,computação em núvem, inteligência artificial e Cibersegurança que estão ligadas directamente às profissões do futuro.