Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Rogério Leal & Filhos mantém capacidade de produção de sabão

A empresa tem um volume de negócio de, aproximadamente, 6 mil milhões de Kwanzas, segundo o director-geral

Luanda /
26 Abr 2021 / 15:59 H.

A “Rogério Leal & Filhos”, empresa ligada à indústria transformadora, conseguiu manter os níveis de produção, facto que lhe vai permitir produzir 60 mil toneladas de sabão este ano, garantiu o director-geral, Paulo Rogério, em declarações ao Mercado.

A manutenção dos níveis de produção é, segundo Paulo Rogério, resultado das medidas adoptadas para a prevenção e combate à COVID-19, o que permitiu criar condições para evitar a interrupção da operacionalidade da empresa.

“Foi exactamente nesta fase que a empresa registou um pico na procura do sabão em barra” disse o director-geral da “Rogério Leal & Filhos”, para mais adiante afirmar que produtos como álcool em gel tiveram uma demanda mais acentuada.

Também disse que os incentivos à produção nacional e à industrialização do País, promovidos pelo actual Executivo, impulsionou o crescimento da empresa, “o que certamente permitirá alcançar os objectivos empresariais preconizados para o presente ano económico, apesar dos constrangimentos causados pela pandemia da COVID-19”.

Ainda assim, afirmou, a empresa não ficou isenta dos problemas e desequilíbrios financeiros causados pela macro-económica que o País atravessa desde finais de 2014, a qual se associou a pandemia do SARS-CoV-2.

“Continuamos a nossa luta, esperando que estejam também em curso as reformas necessárias para que Angola possa estabilizar economicamente o mais rápido possível” disse Paulo Rogério.

Força de trabalho

Apesar das dificuldades económicas, avança, a Rogério leal & Filhos criou mais de 200 empregos directos, sendo que 90% da força de trabalho é nacional.

A empresa dirigida por Paulo Rogério conta ainda com dezenas de colaboradores eventuais, contratados durante as campanhas agrícolas. “Mas, estes podem passar a efectivos à medida da necessidade e crescimento do projecto”.

A produzir desde a década de 90, actualmente a Rogério Leal & Filhos, segundo o seu director-geral, explora cerca de 650 hectares de pivot’s e regadio de cultivo de milho que alimenta uma fábrica de farinha de milho.

“Explora igualmente 2 000 hectares de palmar em crescimento. O investimento vai permitir produzir óleo de palma que certamente irá contribuir para reduzir a importação da matéria-prima para a produção de sabão no País”, disse Paulo Rogério, director-geral da Rogério Leal & Filhos.

A Rogério Leal & Filhos tem uma capacidade instalada de 60 mil toneladas de sabão por ano. Quanto à produção de farinha de milho, a capacidade instalada é de 6 mil toneladas por ano.

“A empresa conta com um volume de negócio de, aproximadamente 6 mil milhões de Kwanzas”, declarou o responsável máximo da Rogério Leal & Filhos.

Altos e baixos

“Já tivemos anos de boa facturação e desastrosos, sendo que nos últimos anos a maior dificuldade tem sido a falta de estabilidade do mercado, pelo que seria injusto analisar o crescimento sem ter em conta uma grande variedade de factores. No entanto, temos feito todos os esforços para continuar a crescer, sobretudo na unidade agro-industrial do Cuanza Norte”.

Apesar dos altos e baixos no mercado, Luanda é o principal centro do negócio da Rogério Leal & Filhos, pelo facto de ser o local onde está implantada a fábrica de sabão. “Mas, curiosamente, o nosso produto tem maior penetração e representatividade nas restantes províncias, sendo uma marca tida de qualidade”.

A empresa dirigida por Paulo Rogério aumentou a presença na província do Cuanza Norte, “onde o número de colaboradores triplicou nos últimos anos”.

A Rogério Leal & Filhos tem desenvolvido várias acções de solidariedade, principalmente na província do Cuanza Norte, no âmbito da responsabilidade Social.

“Os resultados são visíveis nas aldeias mais próximas das nossas instalações, apesar de também agirmos a favor das circunscrições mais distantes ou recônditas naquela província”.