Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Pagamentos contactless até 50 euros vieram para ficar, confirma o BdP

A medida de aumentar o montante para 50 euros foi tomada em resposta à Covid-19, para evitar o contacto nos pagamentos.

13 Jul 2020 / 15:50 H.

O Banco de Portugal (BdP) decidiu tornar permanente a medida que permite o pagamento por contactless de valores até 50 euros, confirmou a instituição, em comunicado, esta segunda-feira. O aumento do limite máximo, recorde-se, foi uma resposta à Covid-19 para evitar o contacto e, por consequência, a propagação do vírus.

"Perante o crescimento registado na utilização desta tecnologia, a comunidade bancária nacional, em articulação com o Banco de Portugal e com a SIBS, decidiu, agora, tornar permanente o limite de 50 euros para a realização de pagamentos contactless sem necessidade de introduzir o PIN", sublinha o supervisor da banca, em comunicado.

Através desta tecnologia, será apenas necessário aproximar o cartão do terminal de pagamento.

De sublinhar que o aumento do limite máximo, que antes era de 20 euros, surgiu em resposta à evolução da pandemia de Covid-19, num contexto de incentivo ao uso de pagamentos 'sem contacto', sendo que a medida " ‘conquistou’ comerciantes e consumidores", revela o BdP.

Os dados do supervisor mostram que os consumidores passaram a recorrer à tecnologia contactless em cerca de 20% das compras com cartão, praticamente "duplicando o nível de utilização existente antes da pandemia".

A indicação de que esta medida iria ser mantida já tinha sido dada pelo administrador do BdP, Hélder Rosalino, que reforçou que o sistema é seguro, não existindo até à data casos associados a fraudes.

A medida foi tomada em março, quando começaram a surgir os primeiros casos da Covid-19 em Portugal. Inicialmente foi aumentado o montante máximo para 30 euros, mas depois o antigo ministro das Finanças Mário Centeno anunciou que o limite iria ser de 50 euros.