Tempo - Tutiempo.net

O que há por trás do declínio da Nissan?

A Nissan chegou ao fundo do poço? Essa é a pergunta que muitos se fazem depois do capítulo mais recente que afecta a fabricante japonesa.

Japão /
10 Set 2019 / 12:07 H.

A derrocada teve início no ano passado, quando o então presidente da Nissan, Carlos Ghosn, foi preso sob acusação de crimes financeiros.

Além das crises sucessivas em sua direcção, a fabricante japonesa também registrou péssimos resultados de venda em Julho passado, os piores em uma década.

Entre Abril e Junho deste ano, o lucro líquido da Nissan caiu quase 95% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Aos problemas da Nissan se somam, segundo especialistas, uma estratégia malograda voltada a aumentar sua fatia no mercado às custas da lucratividade.

Por exemplo, a empresa japonesa apostou em realizar vender com grandes descontos a empresas de aluguel de veículos. Mas a estratégia acabou por reduzir lucros e “manchar” a imagem da marca.

Michael Ramsey, analista da consultora Gartner, afirma que os consumidores viam os veículos da Nissan como “esportivos” e “confiáveis”, mas a ânsia da empresa em expandir seu mercado pôs em xeque a avaliação do público.

Os resultados negativos levaram a empresa a tomar medidas drásticas, entre elas a demissão de 12,5 mil funcionários – 10% da força de trabalho – a fim de reduzir sua produção global em 10% para o ano de 2022.

Temas