Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Nuada, uma luva que dá “super poderes”

A startup portuguesa Nuada desenvolveu uma luva inteligente que dá “super poderes” a quem a utiliza, permitindo recuperar a força e a coordenação.

Luanda /
31 Mar 2021 / 10:07 H.

Fundada em 2015, por Filipe Quinaz e Vitor Crespo, a Nuada nasceu com o objectivo de revolucionar a vida de todos aqueles que têm limitações na movimentação das mãos, que tenham sido provocadas pelo envelhecimento, doenças ou acidentes.

Esta startup portuguesa desenvolveu uma luva inteligente que dá “super poderes” a quem a utiliza, permitindo recuperar a força e a coordenação.

A ideia surgiu quando Filipe Quinaz, um dos fundadores, fraturou a mão e se apercebeu da morosidade do processo de recuperação.

Mantendo a sensibilidade ao toque, esta luva funciona como um sistema de apoio electro mecânico, com tendões electrónicos que ajudam a mão a suportar até 40 kg, sem esforço.

Através de sensores, os movimentos são monitorizados, recolhendo métricas como a força, destreza e a frequência cardíaca.

Os dados são apresentados numa aplicação no smartphone e podem ser partilhados com os profissionais de saúde para avaliar, por exemplo, a execução de um plano de exercícios e os progressos ao longo do tempo.

Esta inovação tem como alvo principal a área médica, mas pode ser explorada para várias utilizações, como aumentar o conforto, segurança e productividade em actividades profissionais fisicamente exigentes (linhas de montagem, construção civil, etc.) e também na prática desportiva.

By: Fabernovel - Supertoast