Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Nova companhia áerea voa há um mês para cinco destinos

Companhia áerea opera com uma aeronave de 50 lugares e faz voos domésticos de forma alternada.

Angola /
26 Jan 2019 / 09:43 H.

Fly Angola é mais nova companhia aérea para voos domésticos. A operar no mercado há um mês e meio, faz as ligações para Luena, Dundo, Saurimo, Lubango e Catumbela. A companhia está a operar num período experimental com uma aeronave do tipo Embrear 145 de 50 lugares e com preços dos bilhetes de ida que vão de 35 mil Kz a 45 mil Kz.Fonte da empresa avança que a previsão é operar aeronaves de pequeno porte e com preços que estejam ao alcance de todos os bolsos. De acordo com a fonte, a nova companhia compromete-se a prestar um serviço inovador e de excelência, contribuindo para a diversificação da oferta do serviço de transporte aéreo, mas, como encontra-se numa fase experimental, considera prudente não voar ainda com mais de uma aeronave. Com o lema “conectando Angola”, o avião de 50 acentos da Fly Angola é operado pela Aerojet Transportes Aéreos SA, que conta com uma licença de navegação áerea e actua no mercado há 20 anos.

Dez companhias licenciadas

Segundo os últimos da dos estatísticos divulgados pelo Instituto Nacional de Aviação Civil (INAVIC), até 2016 estavam licenciadas no mercado angolano 10 companhias de aviação civil para a prestação de serviço de transporte doméstico de passageiros, nomeadamente Aerojet, Air Guicango, Air Jet, Air 26, Heliang, Heli Malongo, SJL, Bestfly, Sonair e a TAAG. Das 10 companhias, até 2016, a Sonair é que apresentava a maior frota com seis aeronaves de dois a 15 lugares e por conta disso, depois da TAAG (555.628 passageiros), é a companhia que mais transportou passageiros.

A TAAG lidera de longe o transporte de passageiros domésticos por voar para quase todas as províncias e por contar com uma aeronave de até 386 lugares para o transporte inter-provincial de passageiros. Os dados do INAVIC demonstram que em 2016 a Sonair transportou 101.007 passageiros. Entre embarques e desembarques, depois de Luanda, o maior movimento de passageiros de avião foi verificado no aeroporto de Cabinda, que registou 288.587 passageiros, Soyo com 142.532 viajantes, Catumbela com 139.247 passageiros e Lubango com 109.122 embarques e desembarques. De uma forma geral, as 10 companhias que faziam ligações domésticas até 2016 transportaram 802.389 passageiros domésticos, sendo que a Aerojet, que opera o avião da nova companhia, Fly Angola, transportou 8.961 passageiros no último ano que o INAVIC divulgou estatísticas sobre o sector de avião civil em Angola.

Em 2016 a companhia aérea Aerojet contava com três aeronaves: Cessna 560 de oito lugares, Embraer 120ER de 30 lugares e um Embraer 145MP de 50 lugares. Quanto ao transporte de carga, até 31 de Dezembro de 2016 as 10 companhias aéreas domésticas transportaram um total de 7.384 toneladas de carga diversa.

Temas