Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Mileomar investe 4,5 milhões USD em entreposto pesqueiro

Voltado para o preço justo do pescado, o investimento vai incorporar 200 vendedoras de mercados de Luanda sem capital para começar um negócio de peixe.

Luanda /
29 Mar 2021 / 10:07 H.

A empresa Mileomar investiu USD 4,5 milhões em entreposto pesqueiro, no município de Viana, cuja inauguração está prevista para primeira quinzena de Maio de 2021.

O investimento, de acordo com o empreendedor Miguel Oliveira, está aliado aos esforços do Executivo no âmbito do combate à fome e à pobreza, através da criação de mais empregos e consequente redução da pobreza.

Miguel Oliveira divide em duas facetas o projecto: Estrutura em terra que compreende uma fábrica de processamento de pescado e um entreposto para distribuição avaliados em USD 2,5 milhões; 4 embarcações cujo investimento é USD 2 milhões, num total de USD 4,5 milhões. “Temos um volume de negócio que ronda as 600 toneladas por mês”, diz o investidor Miguel Oliveira.

Instado sobre o risco ou se o mesmo é rentável, o gestor da Mileomar não tem dúvidas de que todo o investimento é lucrativo, desde que se tenha toda uma estrutura sólida. “Todo o negócio é rentável desde que a estrutura seja sólida, uma organização eficaz, profissionais devidamente preparados e com conhecimento na matéria”, afirmou numa alusão de que todos os elementos que concorrem para o investimento devem estar muito bem ajustados.

Onde vai o peixe da Mileomar...

Com fundos próprios, a Mileomar, empresa que actua no sector pesqueiro, tem como principal ponto de comercialização dos seus produtos a capital do País, Luanda. “Neste momento 80% do produto é comercializado no mercado nacional, ou seja, em Luanda, praças e mercados e outra parte para as grandes superfícies comerciais”, revelou.

Postos de trabalho indirectos

Alinhado com as políticas do Executivo para o combate à fome e a pobreza, a Mileomar decidiu no âmbito do seu trabalho social fazer uma parceria com 200 vendedoras de mercados de Luanda para conceder-lhes peixe a crédito. “Deste jeito estaríamos a ajudar até mesmo aquelas que não têm dinheiro parra iniciar o seu próprio emprego. Assim terão minimamente muitas das suas dificuldades supridas”, garantiu Miguel Oliveira.

O entreposto pesqueiro marca o início da estratégia de expansão da Mileomar, fundada em 2011, que conta actualmente com uma unidade de processamento com capacidade para 400 toneladas de peixe por mês, na Ilha do Cabo. Na altura, a actividade começou com uma embarcação artesanal e actualmente está no mercado com toda a cadeia funcional, desde a captura, o processamento e a distribuição de pescado. Com vários projectos em carteira, Miguel Oliveira fez um balanco positivo desde que está inserido no sector pesqueiro. “Estamos a criar cada vez mais novos empregos”, enalteceu.