Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

FMI exige que El Salvador recue na Bitcoin

Em Setembro o governo da América central decidiu tornar-se no primeiro país a aceitar a Bitcoin como moeda de pagamento. Esta decisão levou a muitos protestos pelo receio de que pudesse causar mais instabilidade, inflação e empobrecimento.

Luanda /
26 Jan 2022 / 17:59 H.

O Fundo Monetário Internacional (FMI), pediu ao Governo de El Salvador que recue na medida de tornar a criptomoeda Bitcoin legal no país.

Em causa estão os receios do FMI de que a adopção da moeda venha a causar dificuldades ao país da América central a nível financeiro.

Em Setembro o governo liderado pelo presidente Nayib Bukele, decidiu tornar-se no primeiro país em todo o mundo a aceitar a Bitcoin como moeda de pagamento. Esta decisão levou a muitos protestos pelo receio de que pudesse causar mais instabilidade, inflação e empobrecimento.

O FMI avisou o presidente Bukele dos riscos de tornar a Bitcoin moeda legal para o país e enfatizou que não será fácil obter empréstimos junto do FMI se o país mantiver a medida.

O conselho de administração do FMI disse mesmo que pediu às autoridades que “limitem a aplicação da ‘Lei Bitcoin’ removendo-a”.

E explicou que “há vários riscos associados ao uso da Bitcoin e a estabilidade financeira, integridade financeira e protecção do consumidor”. Apontaram ainda que emitir obrigações garantidas por Bitcoin representará um alto risco.

Em Setembro, quando a Bitcoin foi tornada legal no país, o governo ofereceu 30 USD americanos, em Bitcoin a todos os cidadãos. Para além disso, mais de 200 novos ATMs foram instalados em todo o país.