Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

EY debate mudanças nas estratégias das empresas em Angola

No evento não faltou a abordagem ao impacto dos novos desafios no ecossistema de Recursos Humanos, a cargo Irene Graça, Directora de RH do BAI, e a discussão em torno das mudanças nas estratégias das empresas em Angola, por Naiole Cohen, Strategic Board Advisory e co-fundadora da EY.

Luanda /
06 Abr 2022 / 09:34 H.

A multinacional Ernst & Young (EY) Angola reuniu, esta semana num Executive Breakfast, clientes e parceiros para debater as actuais mudanças nas estratégias das empresas em Angola e os novos desafios estratégicos no ecossistema de Recursos Humanos nas organizações.

A Agenda das Pessoas, o planeamento da força de trabalho alinhada aos objectivos de negócio e as políticas de diversidade e inclusão são os novos desafios colocados às empresas que necessitam (cada vez mais) de colaboradores flexíveis e ágeis com capacidade para acompanhar as constantes mudanças no mundo do trabalho.

“Num momento em que o mundo do trabalho enfrenta consecutivas transformações e em que é complexo encontrar, gerir, motivar e reter talento, ao mesmo tempo que se controlam custos, as empresas precisam cada vez mais de colaboradores flexíveis e dinâmicos, que acompanhem o processo e se adaptem a essas mudanças”, afirmou Inês Vaz Pereira, Associate Partner da EY e responsável de People Advisory Services.

Neste contexto, segundo a responsável, é importante que as organizações tenham a capacidade de rentabilizar eficazmente a sua agenda das Pessoas como parte de uma estratégia de negócio integrada.

Durante o Executive Breakfast, Inês Vaz Pereira apontou a Agenda das Pessoas como o barómetro da estratégia de Recursos Humanos, defendendo a necessidade de empresas e organizações colocarem os colaboradores no centro da sua acção, construindo desta forma um mundo melhor de trabalho e de negócios.

O planeamento da força de trabalho alinhada aos objectivos de negócio é outro dos principais novos desafios estratégicos em Angola, cujo tema foi abordado no Executive Breakfast por Maria João Escrevente, Directora de Recursos Humanos da UNITEL.

A fechar o ‘Top 3’ dos novos desafios enfrentados por empresas e organizações nesta era híbrida estão as Políticas de Diversidade e Inclusão, debatidas por Neide Teixeira, Directora Executiva de Pessoas e Comunicação da Refriango.

O surgimento da pandemia revolucionou não só a forma de trabalhar, com o tele-trabalho e o modelo híbrido a ganharem maior força, mas também o modo como as empresas cuidam dos seus colaboradores e implementam os seus programas de diversidade, igualdade e inclusão, garantindo que todas as pessoas têm acesso às oportunidades de crescimento e desenvolvimento de forma justa e transparente.

No evento não faltou também a abordagem ao impacto dos novos desafios no ecossistema de Recursos Humanos, a cargo Irene Graça, Directora de RH do Banco BAI, e a discussão em torno das mudanças nas estratégias das empresas em Angola, por Naiole Cohen, Strategic Board Advisory e co-fundadora da EY.