Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Estudo revela Água Pura Coca-Cola e Toyota entre as marcas preferidas pelos angolanos

Das marcas que satisfazem as necessidades dos consumidores destacam-se as do sector de alimentação e bebidas, que ocupam os primeiros cinco lugares desta dimensão, a liderar encontramos as marcas Alimo e Blue ambas com 29%, Tio Lucas e Xepa as duas com um peso de 27% cada, Fula 26%.

Luanda /
17 Mai 2022 / 11:56 H.

A Água Pura, Coca-cola e a Toyota ocupam o primeiro, segundo e o terceiro lugar respectivamente, do “top 3+” das marcas com presença nacional mais relevantes para os consumidores angolanos, segundo um estudo “Superbrands” desenvolvido pela consultora internacional especializada em market inteligence, KEYRESEARCH, apresentado recentemente em Luanda.

O ranking foi apresentado pelo Director Geral da KEYRESEARCH, Paulo Santos e pelo representante da Superbrands em Angola, Pedro Diogo Vaz. O estudo envolveu questões de dimensões como a notoriedade, marcas com as quais os consumidores se identificam, que satisfazem as necessidades, únicas e insubstituíveis bem como as marcas que transmitem mais confiança.

De acordo com o estudo, cerca de 75% das marcas referenciadas no “top 20+” das mais destacadas, concentram-se em três sectores de actividade: bebidas, automóvel e tecnologia.

No que diz respeito ao top 20 das marcas referenciadas em todas as dimensões, o sector das bebidas teve maior presença no ranking em Angola, representando um peso de 47,8%, seguido dos automóveis com 15,4%, tecnologia 14,1%, alimentação 12,3% e cuidado pessoal 10,4%.

Segundo a KEYRESEARCH, a Água Pura e a Coca-Cola surgem no top 3 de todas as dimensões analisadas, a Toyota é a marca que se segue em três dimensões, com a Nívea e a Vinul a surgir numa das dimensões.

Sobre a dimensão da notoriedade, revela o estudo, é ocupada pela Hyundai com 43%, seguido da Cuca e a Toyota ambas com um peso de 25% cada. Quanto as marcas que satisfazem as necessidades dos clientes destacam-se a Sprite (28%), Blue (24%), Eka (23%).

As marcas que satisfazem as necessidades dos consumidores destacam as do sector de alimentação que ocupam os primeiros cinco lugares desta dimensão, a liderar encontramos a marca Alimo e Blue ambas com 29%, Tio Lucas e Xepa as duas com um peso de 27% cada, Fula 26%.

Com um peso de 91% a Vinul é a marca cuja que os consumidores angolanos mais referem como “única e insubstituível”, seguida da Sharp com 26%, Sprite com 25%. No universo das 20 marcas seleccionadas para o estudo, os consumidores indicaram que possuem maior confiança à marca LG com 29%, Nokia com 28%, Alimo e Fula ambas com 25% cada.

No que diz respeito a faixa etária dos 15 aos 45 anos ou mais, revelam os dados da KEYRESEARCH, a Água Pura incorpora o top 3 + de todas as faixas etárias já a Coca-cola integra o top 3+ nas faixas etárias dos 25 ou mais anos.

A Toyota está igualmente no “top 3+” em quatro faixas etárias excepto na de 24 a 34 anos. A Nívea surge no top 3+ na faixa dos mais jovens entre 15 e 34 anos de idade.

Desta feita, chegou-se a conclusão que Toyota, Água Pura e a Coca-cola aparecem em todas as faixas etárias e a Nívea em todas excepto na faixa dos 35 aos 39 anos de idade.

O modelo de avaliação do estudo permite perceber que o motivo que torna as marcas relevantes pode variar significativamente, quer pela dimensão em análise, quer em termos geracionais.

O Sénior Partner da Superbrands, Pedro Diogo Vaz, considera que “esta ‘variação’ poderá estar intimamente ligada com a presença da marca na vida das pessoas e na visão (que cada vez mais os negócios terão de ter) que para construir uma marca e a relação com o consumidor, não basta apenas vender ou ter sucesso comercial. É preciso ‘entrar’ na sua cabeça e no seu coração das populações, para que se estabeleça uma relação duradoura.”

Acrescentou que a metodologia da Superbrands decorreu entre 14 e 24 de Fevereiro deste ano, com uma amostra de homens e mulheres com idades igual ou superior a 15 anos, num total de 18 pontos amostrais da Grande Luanda. No período em questão, foram realizadas 1015 entrevistas válidas, Margem de Erro de +- 3,1% para um intervalo e Confiança de 95%.

O estudo apresentou igualmente o top 3+ das marcas que não têm operações no País mas que possuem alguma representatividade, em primeiro lugar está a Nike, em segundo lugar a Adidas, duas marcas ligadas ao sector do desporto e o terceiro lugar é ocupado pela Samsung.