Espanha bate recordes nas exportações de presunto

Espanha nunca vendeu tanto presunto para o estrangeiro como em 2018, e Portugal está entre os principais culpados.

25 Jun 2019 / 16:40 H.

A Espanha vendeu 65.371 toneladas de presunto em 2018, num crescimento de 10% em relação ao ano anterior, com as vendas a ultrapassarem os 500 milhões de euros pela primeira vez.

Já Portugal importou 9.325 toneladas de presunto vindo de Espanha em 2018, registando assim um crescimento de 22,2% face ao ano anterior, de acordo com os dados da Associação Nacional de Indústrias de Carne da Espanha (Anice), divulgados pelo jornal espanhol “Expansión” esta terça-feira.

Estes números colocam Portugal no top-3 dos países que mais comprou o “jamón español”, a par da França com 13.584 toneladas (mais 5,3%), e da Alemanha, com 12.360 toneladas (mais 8,7%).

Fora da União Europeia, México, Estados Unidos, Japão e Austrália foram os principais destinos do presunto espanhol.

Esta indústria tem expectativas muito boas para o mercado chinês, após o acordo alcançado pelos governos chinês e espanhol no final do ano passado.

Este acordo, conhecido como o novo protocolo do porco, aumenta de forma significativa a gama de produtos que podem ser exportados para a China, que até agora eram limitados a carne congelada ou sem ossos e curados por um mínimo de 313 dias.

Temas