Empresa não recorreu a financiamentos bancários internacionais para financiar os seus projectos.

Angola produziu, durante o ano de 2017, 595,8 milhões de barris de petróleo bruto, o que corresponde uma média diária de 1,6 milhões de barris.

Luanda /
14 Jan 2019 / 13:41 H.

Neste período registou-se uma redução de 5%, relativamente ao período homólogo, em que foram produzidos 630,1 milhões de barris, numa média diária de 1,7 milhões barris de petróleo, revela o Relatório de Gestão & Contas da Sonangol, divulgado recentemente em Luanda.

Deste volume, a petrolífera nacional produziu 216,8 milhões barris de petróleo, dos quais 134,3 milhões, 62%, sob a forma de direitos da concessionária e 82,5 milhões de barris (38%), respeitantes à Sonangol Investidora.

Com efeito, indica o relatório, a Sonangol obteve um resultado líquido consolidado de 27,3 mil milhões Kz, registando um aumento de 106% face ao exercício de 2016.

Segundo o mesmo documento, para este resultado contribuiu, de forma significativa a actividade de downstream (actividades de armazenagem, comercialização e distribuição dos produtos derivados de petróleo bruto e gás natural ao cliente).

Contribuiu igualmente o resultado do segmento Corporate and Financing (actividades relacionadas com os investimentos financeiros e com os financiamentos bancários do grupo) que incorpora cerca de 155,3 mil milhões Kz de resultados financeiros.

No período em análise, a empresa não recorreu a financiamentos bancários internacionais para financiar os seus projectos de capitais estruturantes e outras despesas operacionais.

Leia mais na Edição 188 do Jornal Mercado, já nas bancas!