Tempo - Tutiempo.net

Dona da Zara bate recorde e aumenta vendas para 12,82 mil milhões de euros

Entre 1 de Fevereiro de 31 de Julho, os lucros da Inditex subiram 10%, para 1,55 mil milhões de euros.

11 Set 2019 / 12:17 H.

O primeiro semestre de 2019 foi o melhor de sempre para a Inditex. O grupo têxtil espanhol anunciou esta quarta-feira que bateu recordes de receitas das vendas, que aumentaram 7% para 12,82 mil milhões de euros, em comparação com o mesmo período do ano passado.

A empresa que detém lojas como a Zara, Pull and Bear, Massimo Dutti, Bershka, Stradivarius ou Oysho viu ainda os seus lucros subirem 10%, para 1,55 mil milhões de euros, entre 1 de Fevereiro de 31 de Julho.

O grupo tem neste momento 7.420 lojas em 96 mercados, de acordo com o mais recente relatório e contas. A multinacional liderada por Pablo Isla Álvarez de Tejera destacou a relevância dos investimentos que realizados nas lojas, bem como em logística e tecnologia, os quais foram “elementos-chave para o desenvolvimento da loja integrada, focada no cliente e plataforma online”.

O EBITDA – lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização – aumentou 47%, para 3,44 mil milhões de euros e a margem bruta teve um acréscimo de 7%, para 7,28 mil milhões de euros, no primeiro semestre deste ano.

Na Bolsa de Madrid, os títulos da Inditex estão a cair 1,99%, para 28,40 euros. Ainda assim, as acções da empresa fundada por Amancio Ortega têm tido uma boa performance, em torno dos 28,70 euros, o que representa máximos de 12 meses.

“Após este aumento no apetite dos investidores por uma acção considerada de refúgio em tempos de maior nervosismo no mercado, as acções da Inditex ficaram praticamente em linha com o preço-alvo médio consensual, actualmente em 28,77 euros por acção”, refere o analista da IG Aitor Méndez. “Apesar disso, a visão geral dos grandes bancos de investimento e de outras casas de análise ainda é muito positiva, como reflectem os 18 conselhos de compra dos 29 emitidos, em comparação com as seis neutras e apenas cinco de vendas”, refere.

Conforme foi aprovado na última assembleia geral de accionistas da Inditex, a 4 de novembro, a empresa vai pagar o dividendo ordinário complementar e o dividendo extraordinário, de 0,44 euros por acção, para totalizar os 0,88 euros por acção a serem distribuídos.