Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Crescimento do carro eléctrico pode eliminar 400 mil postos de trabalho na Alemanha

A indústria automóvel alemã, um dos pilares da maior economia da União Europeia, poderá desacelerar com o aumento do peso dos carros eléctricos.

14 Jan 2020 / 11:48 H.

O jornal alemão ‘Handelsblatt’, citado pela Reuters, estima que até 2030 mais de 400 mil postos de trabalho vão deixar de existir, segundo um estudo da Plataforma Nacional para o Futuro da Mobilidade (NPM, na sigla original), um órgão que aconselha o Governo de Angela Merkel.

As razões apontadas prendem-se com o aumento da manufactura de veículos eléctricos que, entre outras coisas, têm menos componentes que um automóvel movido a combustíveis fósseis e requerem menos manutenção. Se a isto juntarmos a automação das linhas de montagem, o cenário na Alemanha e na indústria a nível mundial começa a ser preocupante.

As fábricas de montagem de motores e outros componentes empregam mais de 88 mil pessoas na Alemanha, no que será uma das franjas da indústria mais afectadas. Em 2018, o número total de pessoas a trabalhar atingiu um máximo recorde de 834 mil, algo semelhante não se registava desde 1991.