Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Comércio no G20 abranda no terceiro trimestre mas mantém-se em nível recorde

As exportações e importações de mercadorias do G20 aumentaram 0,9% e 0,4% no terceiro trimestre de 2021 face ao trimestre anterior, em dólares norte-americanos actuais, ajustados sazonalmente.

Luanda /
23 Nov 2021 / 17:37 H.

O crescimento do comércio de mercadorias do G20 em valor registou um acentuado abrandamento no terceiro trimestre, embora os níveis se mantenham a um nível recorde, reflectindo em parte os elevados preços das mercadorias, avançou a Lusa.

Num comunicado divulgado, a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) afirma que o aumento dos custos de transporte e a recuperação das viagens estimularam um crescimento mais rápido do comércio de serviços, com as exportações para o G20 a se aproximarem dos níveis de 2019.

No terceiro trimestre, o comércio internacional de mercadorias para o G20 atingiu um nível recorde, após quatro trimestres de crescimento sustentado, refere a OCDE, adiantando que as exportações e importações de mercadorias do G20 aumentaram 0,9% e 0,4% no terceiro trimestre de 2021 face ao trimestre anterior, em dólares norte-americanos atuais, ajustados sazonalmente.

Estas taxas de crescimento representam um acentuado abrandamento em relação ao primeiro semestre do ano, quando o aumento dos preços das mercadorias impulsionou o valor dos bens transaccionados.

A procura sustentada de electrónica e os preços elevados da energia continuaram a desempenhar um papel no terceiro trimestre de 2021, enquanto as cadeias de fornecimento de semicondutores sobrecarregadas pesaram sobre o comércio de veículos e peças.

As estimativas do crescimento das exportações e importações de serviços para o G20 são de cerca de 5,1% e de 5,8% no terceiro trimestre de 2021, respectivamente, em comparação com o trimestre anterior e medido em dólares americanos ajustados sazonalmente.

As estimativas preliminares comparam com as taxas mais lentas de 3,1% e 4,8% registadas no segundo trimestre para as exportações e importações.