Tempo - Tutiempo.net

ClickIT aposta na FactPlus para massificar a plataforma e atingir 1000 clientes

A obrigatoriedade do software na utilização do IVA, para a emissão de facturas, permitiu expandir o uso da plataforma.

12 Out 2019 / 11:10 H.

A ClickIT, empresa ligada ao desenvolvimento de softwares e implementação de soluções nas áreas de tecnologias de informação, tenciona apostar no produto FactPlus para massificar a sua plataforma de facturação e atingir 1000 clientes no próximo ano, revela o CEO da instituição, que opera desde 2012 no mercado angolano, Emanuel Rocha.

O FactPlus é um Software as service (Saas) de facturação online mais recente da empresa em

que está a ser apostado, por ser um negócio para as massas e a plataforma já conta com 300 subscrições.

Em declarações ao Mercado, o CEO avança que a estratégia passa por criar um departamento de prévenda e acompanhamento do cliente (pós-venda). “Com estes departamentos vamos reduzir o

“churn”, que é a métrica fundamental para alguns segmentos de negócio, em especial para empresas de Tecnologia e SaaS (Software as a Service)”, explica o responsável da firma que, paralelamente a estas iniciativas, entende intensificar o marketing do produto e fazer protocolos com instituições como o Guichê Único de Empresas (GUE), Balcão Único do Empreendedor (BUE) e com o INAPEM.

Afirma ainda que o trabalho comercial é diário, em cada dez propostas apresentadas uma é aceite.

“Há boas perspectivas para 2020, estamos a entrar em grandes contas, o que permite algum optimismo. No entanto é necessário manter os clientes e fidelizá-los, estes são garantidos e têm-nos garantido”, acrescentou.

Dada a introdução do IVA e no âmbito de registos e certificação de softwares pela Administração Geral Tributária (AGT), o responsável acredita que esta é uma oportunidade inédita para a empresa, visto que várias companhias ainda estão no regime transitório deste imposto, o que lhes permite encontrar abertura para a celebração de novos contratos com estas instituições que, obrigatoriamente, têm de ter um software certificado pela AGT.

“O nosso software já está certificado pela AGT com nº 144 e, de facto, a procura por nossos serviços aumentou. Em cinco dias tivemos 30 subscrições na plataforma, pois, a obrigatoriedade do software na utilização do IVA, para a emissão de facturas, permitiu expandir o uso da plataforma”, explicou o CEO com expectativas de crescimento.