Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Centrooptico investe 100 milhões Kz na qualificação de quadros

O apoio ao estudo culmina com a realização do estágio e integração numa nova categoria profissional

Luanda /
24 Mai 2021 / 12:43 H.

O Centrooptico investiu cerca de 100 milhões Kz no Programa de Especialização em Optometria que já formou pouco mais de três dezenas de trabalhadores nos últimos quatro anos.

De acordo com o director técnico do Centrooptico, José Geraldes, com esta política de formação os profissionais do centro têm acesso a um plano de carreira onde podem atingir quatro vezes o ordenado base que tinham, antes de iniciarem a formação.

“Neste momento temos um total de 37 colaboradores abrangidos pelo programa de especialização em optometria, patrocinado pelo Centrooptico, dos quais destaco 18 colaboradores, com o curso finalizado e estágio concluído, habilitados para dar consultas sozinhos”, acrescentou.

Oito colaboradores do Centrooptico receberam em Abril, os diplomas do curso técnico de Optometria, concluído em 2021, ministrado pela Escola Técnica de Saúde de Luanda, a que tiveram acesso através da obtenção de uma bolsa de estudos do programa especializado de optometria promovido pelo Centrooptico.

Escolhidos através de um processo de selecção interno e externo, os colaboradores do Centrooptico submetem a sua candidatura a uma primeira fase de pré-selecção, com o objectivo identificar os profissionais que se evidenciam numa escala de mérito, que tem por base as avaliações, mensais e anuais, da sua prestação.

A fase de selecção é feita por uma empresa externa, especializada em recursos humanos e gestão de desempenho que submete os candidatos pré-seleccionados, a um vasto conjunto de testes psicotécnicos de raciocínio lógico, numérico e verbal, e um teste DISC, que avalia as características comportamentais e de personalidade em ambiente profissional, sendo importante evidenciar que estes dois testes podem ser eliminatórios.

Após este curso com uma carga horária de 20 horas semanais e duração de 9 meses, realizado parcialmente em horário laboral e pós-laboral, inicia-se a fase de estágio, em que os novos técnicos acompanham os Optometristas do Centrooptico e observam. Progressivamente, e sempre acompanhados por um especialista sénior, iniciam a realização do protocolo de consulta do Centrooptico.

Academia Centrooptico

A par do curso técnico de Optometria ministrado pela Escola Técnica de Saúde de Luanda, José Geraldes avança que a empresa tem o seu próprio centro de treinamento denominado Academia Centrooptico concentram as iniciativas de formação, apostando no reforço das competências técnicas, com uma forte componente prática.

“É nela que transmitimos os conhecimentos que suportam a prática de funções como técnicos de vendas, técnicos de óptica e técnicos de optometria e optometristas”, esclareceu o director técnico do Centrooptico.

Neste âmbito, ganharam competências e valorizaram o seu percurso 17 chefes de loja, 18 chefes de vendas, 16 optometristas, 30 técnicos de optometria, 108 técnicos de venda óptica, 18 técnicos de oficina e mais 55 colaboradores de diferentes áreas.

Acresce que a Academia Centrooptico é responsável pela preparação de mais de 250 profissionais que prestam serviços qualificados e de referência neste sector, em Angola.