Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Broima investe 400 milhões USD em projectos residenciais e comercial

O projecto prevê 1 500 postos de trabalho, sendo 500 numa primeira fase. Para além da construção civil, o grupo tenciona crescer noutros sectores.

Luanda /
31 Mai 2022 / 11:48 H.

Broima Investimentos, subsidiária do grupo H&S ligado ao sector imobiliário vai investir 400 milhões USD para construção de seis condomínios residenciais e um complexo comercial em Luanda, diz a Directora-geral, Linda Liu.

Com o lançamento da primeira pedra para construção do primeiro condomínio denominado “Orlando residencial”, no Kilamba esta quinta-feira (26), numa área de 113 hectares, as obras terão a duração de 12 meses e as habitações estão direccionadas para população de renda média.

O complexo comercial, por sua vez, tem previsto o arranque das obras no final do ano em curso no mesmo local do condomínio, devendo contemplar mais de 400 lojas, parques infantis, restaurantes, hotel, escritórios e um centro de negócios, entre outros serviços.

De acordo com Linda Liu, os investimentos do grupo antes concentrados na construção civil, vão continuar a crescer em outros sectores, dinamizando novos projectos no País, como por exemplo, a construção de um centro tecnológico automóvel, avaliado, igualmente, em 400 milhões USD.

Este projecto, segundo a Directora-geral, deverá agregar stands automóveis, lojas de venda de peças e sobressalentes de variadas marcas, equipamentos agrícolas, mercado de venda de automóveis usados e cinema automóvel.

Segundo Linda Liu, várias marcas já manifestaram interesse a iniciativa, contudo, a execução depende da celeridade de aprovação dos documentos remetidos às autoridades.

Outros investimento

Um novo investimento do grupo H&S avaliado em 60 milhões USD está inserido no ramo das pescas.

A empresa tenciona construir um pólo industrial de pescas, incluindo uma fábrica de processamento de pescado e material de pesca na província do Zaire. Este projecto deverá ser implementado em todo o território nacional, sendo que numa primeira fase, o destaque é às províncias ao litoral do País.

No mercado há 16 anos, o grupo é também detentor do condomínio Jardim de Rosa, tendo investido nos últimos anos mais de 1.5 bilhão USD no mercado nacional entre projectos imobiliários e pequenas fábricas.

A Directora-geral, Linda Liu, acredita na melhoria do mercado angolano, embora muitos empresários prefiram sair por causa de burocracias na tramitação de documentos, sobretudo de terrenos, com relatos de conflitos.

Embora reconheça que com a alteração da lei de investimento privado, os investidores sentem-se “mais aliviados”, sublinha que é necessário fazer-se mais para o melhoramento do ambiente de negócio, principalmente a nível das infra-estruturações de terrenos, pois há zonas “sem energia nem água”.

Linda Liu, Directora geral da Broima