Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Washington mantém tarifas sobre importações de Pequim

Os Estados Unidos da América (EUA) vão manter as tarifas sobre as importações da China já em curso, não estando previsto um acordo com Pequim relativamente a uma “redução nos custos aduaneiros”, anunciou ontem o Governo norte-americano.

EUA /
15 Jan 2020 / 10:38 H.

“Não há acordo sobre uma futura redução nos direitos aduaneiros. Qualquer boato que afirme o contrário é completamente falso”, afirmam, em comunicado conjunto, o Departamento do Tesouro e o Gabinete do Departamento do Comércio dos Estados Unidos, citados pela agência France-Presse.

O anúncio de que o Governo de Donald Trump vai manter as tarifas sobre as importações chinesas acontece na véspera da assinatura de um acordo comercial entre Washington e Pequim.

A “fase um” do acordo comercial que será assinada entre os EUA e a China, na quarta-feira, estava a ser negociada há vários meses e determina o início de reformas nas práticas chinesas de transferência de tecnologias e uma expansão nas compras de produtos agrícolas entre os dois países.

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, assinam um compromisso através do qual a China se compromete a comprar cerca de 200 mil milhões de euros em exportações norte-americanas, que incluem bens agrícolas, mas também produtos e serviços energéticos.