Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Standard Bank convoca 234 clientes devedores

O prazo de os clientes apresentarem-se junto do banco terminou no passado dia 3 de Dezembro. O Banco deu apenas cinco dias úteis.

Angola /
16 Dez 2019 / 12:43 H.

O Standard Bank Angola convocou no passado dia 27 de Novembro 234 clientes para comparecerem no departamento de recuperação de crédito do banco situado no Condomínio Belas Business Park, em Talatona, de acordo com um comunicado do banco divulgado no Jornal de Angola.

De acordo com o Relatório e Contas de 2018 o crédito concedido a clientes pelo Standard Bank de Angola aumentou 50% em 2018, passando de 36,1 mil milhões Kz para 54,7 mil milhões Kz. Este movimento traduz o esforço do banco no aumento do crédito à economia real do país, esforço esse que foi continuado em 2019. O volume de crédito vencido no total da carteira do banco manteve-se em valores muito baixos, tendo reduzido de 5% da carteira em 2017 para 1% da carteira em 2018, estando devidamente compensados por um nível de provisões. O Standard Bank é um dos bancos com o mais baixo nível de crédito vencido do sistema bancário.

No terceiro trimestre do ano em curso o banco apresentou no seu balanço uma carteira de crédito no valor de 45,4 mil milhões Kz, um activo no valor de 503,9 mil milhões Kz e um resultado líquido de 23,3 mil milhões Kz.

Ao longo dos últimos meses deste ano, outros bancos também convocaram os seus clientes devedores. O Banco Angolano de Investimento (BAI) solicitou, em Setembro, a presença de cerca de 231 clientes para a análise e recuperação de créditos, especificamente, 217 particulares e 14 empresas.

A convocatória do BAI foi divulgado três semanas depois de os bancos BPC e Keve também terem divulgado listas de particulares e empresas que estão em incumprimento, sendo que o BPC divulgou uma lista de 160 empresas com dívidas por regularizar no maior banco público e estabeleceu sete dias para contactarem os seus balcões. Entre os convocados o destaque recaiu para 15 cooperativas e cinco empresas cuja denominação começava com a palavra “banco”, que, entretanto, não constam nos registos do BNA como instituições financeiras.

O relatório e contas do BPC referente ao exercício 2018 apresenta um crédito vencido no valor global de 835,9 mil milhões Kz, uma redução de 21% comparando a 2017, ano em que o crédito malparado do banco atingiu 1 bilião Kz. Fonte do BPC revela que, de facto, há dentro do banco uma megacampanha de recuperação do crédito em incumprimento até um determinado limite de valor

Já o banco Keve emitiu um pedido de comparência e uma lista com os nomes de 57 clientes singulares e 41 empresas.