Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Rwanda torna-se primeiro a receber apoio do FMI

Rwanda tornou-se o primeiro país em África a obter 109,4 milhões de USD em financiamento emergencial para mitigar os impactos socioecónomicos do COVID-19.

Ruanda /
03 Abr 2020 / 12:30 H.

Por: Hernany Pena Luís

No âmbito da linha de financiamento de 50 mil milhões USD o Ruanda tornou-se o primeiro país em África a obter 109,4 milhões de USD em financiamento emergencial para mitigar os impactos socioecónomicos do novo coronavírus, Informou o Fundo Monetário Internacional.

Este empréstimo está enquadrado no programa Rapid Credit Facility, que visa aliviar a pressão sobre o comércio, o turismo e as reservas cambiais, além de permitir maiores gastos com saúde, de acordo o anúncio da instituição.

"A pandemia do COVID-19 paralisou a economia do Rwanda e está a criar uma necessidade de equilibrar a balança de pagamentos", referiu Tao Zhang, vice-diretor-gerente do FMI em comunicado.

Embora Rwanda tenha sido o primeiro país africano a garantir esse tipo de financiamento para o coronavírus, o credor global (FMI), informou na sua conta do Twitter que esta a trabalhar duro em outros pedidos.

Ruanda que situa-se na África Oriental registrou 84 casos de COVID-19, segundo dados da (OMS) Organização Mundial da Saúde. Nesta momento os ruandeses estão a enfrentar altos preços dos alimentos. Na última quinta-feira o governo estendeu o bloqueio nacional por mais 15 dias.