Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Ritmo de crescimento do comércio chinês abranda face a disputas com Washington

O comércio externo chinês aumentou 3,4%, em 2019, para o equivalente a 4,12 biliões de euros, uma desaceleração de 6,3%, face ao ritmo de crescimento homólogo registado no ano anterior, refletindo o impacto da guerra comercial com Washington.

15 Jan 2020 / 10:20 H.

Os dados divulgados hoje pela Administração Geral das Alfândegas revelam que as exportações cresceram 5%, no ano passado, para 17,23 biliões de yuan (2,24 biliões de euros), enquanto as importações subiram 1,6%, para 14,31 biliões de yuas (1,86 biliões de euros).

O ‘superavit’ comercial aumentou 25,4% para 2,92 biliões de yuas (380.292 milhões de euros).

Embora a taxa de crescimento tenha sido menor do que nos dois anos anteriores, o volume total do comércio, incluindo as importações e exportações, registaram números nominais recordes em 2019.

Mas o abrandamento no ritmo da expansão do comércio chinês reflecte uma prolongada guerra comercial com os Estados Unidos: as trocas entre os dois países caíram 10,7%, para 3,73 biliões de yuans (486.434 milhões de euros).

Os governos dos dois países impuseram taxas alfandegárias sobre o equivalente a centenas de milhares de milhões de euros de bens importados um do outro, numa guerra comercial que começou no verão de 2018, mas que se agravou ao longo deste ano.