Reino Unido “nunca sairá e haverá um segundo referendo”, diz CIO da Prime Partners

Antes do referendo sobre o Brexit, Savary dizia aos jornalistas ingleses que o “Sair” ia ganhar. E assim foi, com 51,9% dos votos. Agora, o CIO da Prime Partners prevê que o Reino Unido “nunca sairá da União Europeia”. E vai mais longe: “Haverá um segundo referendo”.

13 Fev 2019 / 16:48 H.

Savary faz uma análise curiosa sobre o percurso de Theresa May desde que se tornou primeira-ministra britânica e contraparte nas negociações com Michel Barnier, responsável máximo europeu nas negociações sobre o Brexit. “Ela fez todos os possíveis para ficar na UE sem perder poder”, revelou.

No entanto, caso o Reino Unido se divorcie da UE, seria um “desastre”, não só porque “abriria a porta para outros países saírem da UE”, como colocaria o bloco “numa posição defensiva”, salientou. Quando assim é, “tomam-se decisões irracionais baseadas em receios”.

Se o Brexit se baseasse no acordo que May levou ao Parlamento, que o chumbou, a longo-prazo Savary não veria problemas para os mercados de capitais europeus. “Mas, no caso de um hard Brexit, a situação seria totalmente diferente. Um hard Brexit, aliado a um falhanço das negociações comerciais entre os EUA e a China e a outros riscos políticos redundaria numa recessão em 2019”, argumentou o CIO. Aliás, “quando se olham para os últimos números do Fundo Monetário Internacional, que apontam para um crescimento da economia mundial de 3,5%, estamos muito próximos da recessão”.

Temas