Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Produção de seguro directo cai 5,8% em 2019

O ramo Vida, contrariamente aos últimos dois anos, registou um decréscimo de 13,9%. Os ramos Não Vida apresentaram um aumento da produção de 8%.

14 Fev 2020 / 16:13 H.

O volume de produção de seguro directo em Portugal caiu 5,8% em 2019 face ao valor verificado em 2018, tendo atingido o valor de 12,2 mil milhões Euros, numa altura em que a quota de mercado das empresas sob supervisão prudencial da Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF) corresponde a 90,2% (cerca de 11 mil milhões de Euros). Os dados foram divulgados esta semana pela ASF e indicam que o ramo Vida, contrariamente aos últimos dois anos, registou um decréscimo de 13,9%. Por sua vez, os ramos Não Vida apresentaram um aumento da produção de 8%. No ramo Vida, por exemplo, os planos de poupança reforma (PPR) viram o seu peso aumentar em cerca de 1,9 pontos percentuais (44,8% em 2019 e 42,9% em 2018), apesar de a sua produção ter decrescido cerca de 10%, acompanhando a tendência do ramo.

A nota da ASF observa ainda que na evolução dos ramos Não Vida há a salientar as contribuições dos ramos Acidentes e Doença (9,7%), Incêndio e Outros Danos (6,9%) e Automóvel (7%). Com grande relevância no ramo Acidentes e Doença, sobressai o crescimento de Acidentes de Trabalho pelo sexto ano consecutivo (11,8% em 2019).

Saiba mais na edição impressa do Jornal Mercado, já nas bancas.