Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Número de contas abertas na BODIVA ultrapassam os 49 mil

De Janeiro a Outubro de 2022 a CEVAMA registou um crescimento de 226%. O intermediário Banco Angolano de Investimento (BAI) com 58% é a instituição que mais aberturas efectuou, pelo menos 32 539 contas.

Luanda /
28 Nov 2022 / 08:34 H.

A Bolsa de Dívida e Valores de Angola (BODIVA) registou a abertura de 49 935 contas até Outubro de 2022, apurou o Mercado com base no relatório mensal daquela instituição financeira, recentemente, divulgado.

Do conjunto de contas abertas na BODIVA até ao décimo mês do presente exercício económico, constam a de carteira própria, de regularização e de registo individualizados.

Segundo dados a que o Mercado teve acesso, em finais de Setembro a Central de Valores Mobiliários (CEVAMA), responsável pela custódia e liquidação de valores mobiliários transaccionados no mercado de dívida, detinha sob custódia 42 245 contas activas.

Deste número, pelo menos 99,9% (42 192) dizem respeito a contas de registos individualizados, ou seja, empresas e particulares; 0,07% (29) a contas de carteira própria dos membros, enquanto 0,06% (24) correspondem a contas de regularização.

De Janeiro a Outubro de 2022, a CEVAMA registou um crescimento de 226% face ao período homólogo. Foram abertas de 25 017 contas contra 7668 em 2021.

Pesquisas do Mercado apontam que o avanço no número de contas abertas, à semelhança do volume de negociação neste período, é justificado pelo crescimento de pessoas no mercado de capitais e o surgimento de novos mercados com realce para o de acções.

“Apesar dos investidores a nível interno apresentarem-se conservadores, o mercado de capitais já começa a fazer parte da poupança dos angolanos, apresentando-se cada vez mais como uma fonte alternativa de investimento”, indica a pesquisa do Mercado.

Em Maio registou-se o maior número de abertura de contas abertas (9 061), um aumento de 8 605 em relação a Abril. O acréscimo é justificado pelo mercado de acções com a abertura da oferta pública de venda (OPV) do BAI, que teve como premissa a abertura de uma conta custódia.

Em Junho o número voltou a cair para 716. Em Julho assistiu-se a uma ligeira ascensão com o número de contas a fixaram-se nos 1 267; o BAI a ser o intermediário com mais contas abertas (708).

Em Agosto a redução foi na ordem dos 3% (1223) face a Julho. Comparativamente ao período homólogo, o cenário foi diferente com um crescimento na ordem dos 121%. O intermediário BAI voltou a ter o maior registo (527).

No mês subsequente (Setembro), o registo fora de 2 474 contas abertas. Este período coincide com a segunda OPV das acções do Caixa Angola (BCGA) que comtemplou 693 subscritores. Dos investidores, 600 correspondem ao público em geral, 91 dizem respeito a trabalhadores e órgãos sociais e dois accionistas.

O BCGA foi responsável pela abertura de 863 contas, já o intermediário BAI voltou a liderar com um total de 1 400 contas abertas, demostrando a apetência dos investidores por esta instituição.

De acordo com o relatório da BODIVA referente a Outubro, a CEVAMA registou 7 725 contas abertas, representando um segundo recorde no ano.

BAI abriu mais de 50% das contas

Dados do Dashboard da BODIVA apontam que os agentes de intermediação licenciados na BODIVA efectuaram a abertura de 57 487 contas.

O intermediário Banco Angolano de Investimento (BAI) com uma quota 58% é a instituição que mais abertura efectuou, pelo menos 32 539 contas.

Os agentes intermediários Banco Fomento Angola, Banco Millenium Atlântico e o BAI, representam 89% da cota do mercado. A nível das sociedades correctoras de valores mobiliários, a Lwei Brokers SA abriu 543 contas (0,9% do total).