Tempo - Tutiempo.net

“Mercado de capitais continuará a ser um pilar fundamental das empresas” - Isabel Ucha

A CEO da Euronext Lisbon considera que o mercado de capitais vai continuar a ser um “pilar fundamental do futuro” das empresas. Na abertura do campus “TechShare”, que decorre nos próximos dois dias, Isabel Ucha salientou que as tecnológicas mais disruptivas e inovadoras, como a Google ou a Amazon, continuam a escolher este “caminho” de financiamento.

15 Mar 2019 / 15:14 H.

O evento, que acontece, pela primeira vez em Portugal, reúne docentes executivos de empresas de tecnologia ou consultoras, bem como membros da Euronext na Nova School of Business and Economics (Nova SBE), em Carcavelos. A número um da Bolsa de Lisboa frisou à assistência que esta é uma universidade pública, sem orçamento do Estado, construída através do apoio de um conjunto de skateholders. “Tiveram de começar de uma folha em branco”, disse.

Isabel Ucha lembrou que Lisboa se juntou a este grupo pan-europeu de bolsas em 2002 e assegurou que “tem sido uma maravilhosa viagem”, tanto para a Euronext como para as organizações, para quem é uma “tremenda oportunidade” estar a negociar nos índices que o compõem.

“Quando começámos, apenas 10% do nosso trading vinha de investidores internacionais. As nossas empresas cotadas estavam muito expostas a apenas investidores locais. Mas agora mais de 80% das suas negociações vêm de investidores internacionais globais”, realçou, na sua intervenção neste spring campus, que decorre em Carcavelos.

A CEO da Euronext Lisbon assegurou que Portugal é um país no qual é favorável fazer negócios e com boa recetividade para empresas com “visão, inovação, excelência e concretização”, argumentando, por exemplo, com a queda na taxa de desemprego nos últimos anos, de 18% para cerca de 6%.