Jeremy Corbyn declara fim das negociações do Brexit

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, anunciou o fim das negociações com o Governo para chegar a um entendimento sobre o ‘Brexit’, alegando que foram “tão longe quanto possível”.

17 Mai 2019 / 15:23 H.

Numa carta aberta à primeira-ministra, Theresa May, Corbyn alega que “a posição do Governo se tornou cada vez mais instável e sua autoridade enfraquecida” por o partido Conservador estar a preparar-se para escolher um novo líder, o que põe em causa a “capacidade do Governo de cumprir qualquer acordo de compromisso”.

O Partido Conservador anunciou na quinta-feira que Theresa May aceitou encontrar-se com o presidente do grupo parlamentar, Graham Brady, no início de junho “para acordar um calendário para a eleição de um novo líder do Partido Conservador”, independentemente do resultado da votação.

As eleições internas deverão prolongar-se por várias semanas, dependendo do número de candidatos, e o vencedor torna-se não só líder do partido, mas também primeiro-ministro.

O processo só deverá começar após o Governo submeter aos deputados, na primeira semana de junho, num dia ainda incerto, a proposta de lei de implementação do ‘Brexit’ no parlamento, para conseguir pôr em prática o processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE).