Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Fitch prevê nova fase de consolidação no sector bancário em Portugal

A agência de ‘rating’ Fitch considera que haverá consolidação no sector bancário português a longo prazo, face à pressão sobre as receitas dos bancos e à necessidade de criar instituições mais resilientes.

06 Dez 2019 / 10:34 H.

No relatório hoje divulgado sobre os bancos da Europa ocidental, a Fitch considera que as receitas dos bancos portugueses continuam sob pressão devido a baixas taxas de juro, concorrência e crescimento limitado do crédito, afirmando que para compensar os bancos têm de investir mais em tecnologia (digitalização), alterar modelos de negócio, reduzir custos e fazer “parcerias com outras instituições financeiras”.

“A longo prazo, acreditamos que o sector bancário português passará por uma nova fase de consolidação, que deverá resultar em mais modelos de negócios resilientes e positivos para os perfis de crédito dos bancos”, afirma a agência de notação financeira.

A concentração e a consolidação do sistema bancário português é um tema que tem estado em debate no sector, com vários operadores do mercado a considerarem que a necessidade de os bancos reduzirem custos, de responderem a novos operadores que entram no sector, assim como o abrandamento da economia e os baixos juros, podem levar a mais operações de concentração, com fusão de bancos.

Aliás, é conhecido que vários responsáveis europeus têm dado a entender que veriam com bons olhos a consolidação bancária, não só em Portugal como na zona euro.