Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Crédito prejudicado pelo negócio de Títulos

O crédito concedido à economia continua a ser pouco expressivo nos balanços dos bancos, situação evidente nos rácios de transformação, sendo que 22 dos 25 bancos têm um rácio de transformação inferior a 50 %.

16 Nov 2020 / 08:52 H.

“Este modelo de negócio não se afigura sustentável, não sendo expectável que o Tesouro volte a emitir obrigações indexadas à moeda estrangeira, e não se esperando também uma depreciação da moeda nacional nos níveis vistos nos últimos anos”, lê-se no Jornal de Angola na edição deste Domingo.

Tendo em conta a estratégia do Executivo de diversificação da economia que envolve, necessariamente, a redução das importações e a expansão do sector produtivo, recomenda-se a reavaliação das opções de negócio dos bancos comerciais.

De acordo com os dados do sector, a banca está muito concentrada, com cinco (5) bancos a deter uma quota de mercado em termos de activos de 70 %, e 20 bancos que partilham os restantes 30.

Entretanto, de acordo com o governador do AEA,citado pelo Jornal de Angola, 14 dos 20 bancos têm quotas de mercado inferiores a 1,0 % cada, representando esses 14 bancos 7,0 % do mercado.

Essa é ao menos a conclusão feita quanto à caracterização do sector Bancário Angolano, excluindo o BDA, onde existem 25 bancos em actividade com licenças universais.

No que diz respeito ao modelo de negócio dos bancos angolanos, este centrou-se nos investimentos em dívida do Estado, com destaque para os títulos indexados à moeda estrangeira que nos últimos anos renderam retornos extraordinários, tendo, por exemplo, em 2018 superado 90 %.