Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Credit Suisse prevê que economia global cresça 4,3% no próximo ano

Os analistas do banco suíço acreditam, que no pós-pandemia, 2022 vai ver “o início de uma grande transição para um mundo em que a sustentabilidade desempenha um papel cada vez maior para os consumidores, negócios, governos e reguladores”.

Luanda /
23 Nov 2021 / 16:17 H.

O banco suíço de investimento, Credit Suisse, estima que o produto interno bruto (PIB) global cresceu 4,3% em 2022, depois de uma expansão de 5,8% este ano.

“Segundo as Perspectivas de Investimento do Credit Suisse para 2022, a economia global deverá crescer 4,3%”, referiu o banco num comunicado hoje divulgado, acrescentando que, “embora vários bancos centrais tenham começado a retirar os estímulos pandémicos, as taxas de juro deverão continuar perto ou em zero nas principais economias desenvolvidas”.

De acordo com a agência de notícias Lusa, os analistas do banco acreditam, também, que, no pós-pandemia, 2022 vai ver “o início de uma grande transição para um mundo em que a sustentabilidade desempenha um papel cada vez maior para os consumidores, negócios, governos e reguladores”.

“Esperamos que as tendências ambientais, sociais e de governança continuem a ser focais e os investidores continuem a incluir as considerações de sustentabilidade quando aloquem capital”, acrescenta o documento.

Na zona euro, a estimativa de crescimento é de 5,3% para este ano e 4,2% em 2022. Já os Estados Unidos da América deverão crescer 5,5% em 2021 e 3,8% no próximo ano.

Em 2022, as economias de China e Japão deverão crescer 6,1% e 1,7%, respectivamente.

Quanto à inflação global, esta deverá ser de 3,5% em 2021 e crescer, em 2022, para 3,7%.

A inflação este ano deverá ser de 2,4% na zona euro e de 4,7% nos EUA, indicador que o Credit Suisse estima que se cifre em 2,8% e 4,5%, respectivamente, em 2022.

A inflação no Japão e na China deverá cifrar-se nos 0,5% e 2,2% no próximo ano.