Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Coronavírus: Nissan, Alibaba, Pernod Ricard e Nestlé são as multinacionais mais afectadas

O grupo chinês Alibaba, uma das maiores plataformas globais de comércio, já se manifestou e alertou que as receitas entre Janeiro e Março deste ano podem cair após anos de crescimento contínuo.

18 Fev 2020 / 08:52 H.

O coronavírus está a afectar o lucro de diversas empresas multinacionais e a Nissan, Alibaba, Pernod Ricard e Nestlé são as que mais perdem a nível mundial. A paralisação da actividade industrial, a quarentena nas grandes cidades e residências e as restrições de transporte têm sido as responsáveis pelo crescente impacto global do vírus nas empresas.

O grupo chinês Alibaba, uma das maiores plataformas globais de comércio, já se manifestou e alertou que as receitas entre janeiro e março deste ano podem cair após anos de crescimento contínuo.

No mesmo dia do anúncio do Alibaba, a empresa suíça Nestlé, o grupo americano de refrigerantes PepsiCo, a empresa de bebidas espirituosas Pernod Ricard e o produtor de Ketchup Kraft Heinz, revelaram que os seus lucros já estão a ser afectados, bem como a produção.

Da mesma forma, o produtor suíço de elevadores Schindler disse que “o coronavírus afectará operações e resultados” este ano, mas não quantificou os possíveis danos.

O impacto do coronavírus vai chegar ainda chegar ao turismo e exemplo disso é a Royal Caribbean Cruises e o Carnival, que já cancelaram dezenas de cruzeiros no sudeste da Ásia. Por seu turno, a agência de viagens online Expedia disse que o lucro operacional bruto “cairá substancialmente” no primeiro trimestre do ano. Já o gigante hoteleiro Hilton disse que 150 hotéis no país pararam de aceitar reservas e a Airbnb suspendeu as reservas de acomodação em Pequim até pelo menos 29 de fevereiro.