Tempo - Tutiempo.net

Christine Lagarde sai hoje do FMI para suceder a Mario Draghi no BCE

Christine Lagarde termina hoje oficialmente o seu percurso no Fundo Monetário Internacional (FMI), que liderou nos últimos oito anos, para assumir a presidência do Banco Central Europeu (BCE), sucedendo a Mario Draghi, em 01 de Novembro.

Europa /
12 Set 2019 / 09:26 H.

Christine Lagarde será a primeira mulher a assumir a presidência do BCE, depois de ter sido também a primeira mulher na liderança do FMI.

Lagarde diz o adeus oficial à instituição com sede em Washington, nos Estados Unidos, da qual foi líder nos últimos oito anos, para partir rumo à autoridade monetária da zona euro, que teve o italiano Mario Draghi como presidente, também nos últimos oito anos.

Foi em 16 de Julho que Lagarde apresentou a demissão do cargo de diretora-geral do FMI, com efeito a 12 de setembro, e o Conselho Executivo aceitou o pedido, elogiando a sua “excecional” administração e liderança “inovadora e visionária”.

Naquele dia, na sua conta no Twitter, Christine Lagarde indicou que foi “um privilégio servir” os 189 países membros do Fundo.

No início de julho, os chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE) tinham chegado a acordo sobre as nomeações para os cargos institucionais de topo, designando Christine Lagarde para a presidência do BCE, sucedendo ao actual presidente, Mario Draghi, cujo mandato termina em 31 de outubro.

Christine Lagarde tornou-se, em 2011, na primeira mulher a liderar o FMI, depois da liderança de Dominique Strauss-Kahn, outro antigo ministro francês que se demitiu após ser alvo de acusações de agressão sexual contra uma empregada de um hotel nova-iorquino.