Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Bankinter estima recessão de 2,7% em Portugal em 2020, mas admite recuperação célere

Neste cenário, os analistas do Bankinter assumem uma “contracção bastante severa no segundo trimestre”, com uma queda de 10,6% do PIB.

01 Abr 2020 / 12:56 H.

O Bankinter estima que a economia portuguesa recue 2,7% este ano devido ao bloqueio provocado pelo surto do novo coronavírus, mesmo que comece a recuperar em meados do terceiro trimestre.

“Embora nesta fase ainda exista um elevado nível de incerteza, é altamente provável que a economia portuguesa entre em recessão em 2020. O nosso cenário base aponta para uma queda de 2,7% do PIB em 2020”, afirma João Pisco, analista financeiro e de mercados do Bankinter Portugal.

Neste cenário, os analistas do Bankinter assumem uma “contracção bastante severa no segundo trimestre”, com uma queda de 10,6% do PIB.

Os analistas assumem que a pandemia é controlada ainda no decorrer do segundo trimestre e que, consequentemente, o choque económico não causará danos estruturais, nomeadamente ao nível do emprego. No entanto, no cenário mais pessimista, caso o ‘shutdown’ da economia se estenda por mais de dois meses, o PIB poder retroceder 4% e a taxa de desemprego superar os 10%.

Ainda assim, e assumindo que a pandemia é controlada até junho, o Bankinter espera uma “recuperação relativamente célere” a partir de meados do terceiro trimestre e que se vai acentuar nos últimos meses do ano.

Para 2021, o Bankinter prevê uma recuperação do crescimento do PIB de 3%. Segundo João Pisco, a recuperação económica deve ser “bastante mais célere do que em crises passadas”.