Tempo - Tutiempo.net

Apple e novos progressos nas negociações entre os EUA e a China impulsionam Wall Street

Esta manhã, a imprensa chinesa deu conta que a China propôs aumentar as importações de produtos agrícolas norte-americanos em troca de um alívio das tarifas às exportações chinesas e de um veto menos pesado à Huawei.

11 Set 2019 / 15:52 H.

A bolsa de Nova Iorque abriu mista a sessão desta quarta-feira, com o índice tecnológico Nasdaq em trajectória negativa. Mas minutos após a abertura, o Nasdaq acompanhava a tendência de ganhos do S&P 500 e do industrial Dow Jones.

Wall Street está com ganhos superiores a 20%. Às 14h49, horas portuguesas, o Nasdaq avançava 0,39%, para 7.845,26 pontos; seguido pelo Dow Jones, que ganhava 0,27%, para 26.980,89 pontos. O S&P 500 subia 0,22%, para 2.986,03 pontos.

Destaque para novos progressos nas negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China. Esta manhã, a imprensa chinesa deu conta que a China propôs aumentar as importações de produtos agrícolas norte-americanos em troca de um alívio das tarifas às exportações chinesas e de um veto menos pesado à Huawei.

As duas maiores economias do mundo vão reunir-se pela décima terceira vez no início do próximo mês.

O analista de mercados do Millennium bcp, Ramiro Loureiro, explicou que “a reacção positiva à apresentação de novos modelos da Apple é um dos catalisadores da sessão”. Os títulos da Apple estão a subir 1,77%, para 220,54 dólares.

A Apple apresentou esta terça-feira três novos modelos de iPhones, cujos preços começam nos 699 dólares, e a divulgou que a subscrição da plataforma de streaming Apple Tv + custará 5 dólares por mês, em clara competição com a Netflix ou a HBO.

Ainda na tecnologia, as acções da Uber e da Lyft, as mais importantes operadoras de mobilidade urbana nos Estados Unidos, estão em queda depois de o Estado da Califórnia ter aprovado legislação que terá implicações no modelo de negócios das empresas tecnológicas. Ambas as empresas terão agora de registar os condutores como empregados em vez de contratados, o que afectará cerca de um milhão de trabalhadores naquele Estado.

Nas matérias-primas, o preço do petróleo está em alta. O barril de Brent, referência para o mercado europeu, está a negociar nos 62,86 dólares depois de subir 0,83%. Nos EUA, o West Texas Intermediate ganha 0,80%, para 57,79 dólares.