Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

A BODIVA e o Mercado de Operações de Reporte (“MOR”)

Na sua essência, as operações REPO apresentam elementos diferenciadores face a outras formas de obtenção de financiamento.

Angola /
09 Mai 2022 / 17:14 H.

Em cumprimento com a missão de promover o desenvolvimento do mercado regulamentado de valores mobiliários e derivados, a BODIVA disponibiliza um novo segmento destinado à negociação de operações de reporte, ou simplesmente REPO’s. Pretende-se com o mercado de REPO´s incentivar o aumento das trocas de liquidez (dinheiro) entre os vários participantes do mercado. Assim, os agentes que necessitem de liquidez para financiar as suas actividades ou que queiram rentabilizar a sua carteira de investimentos poderão utilizar o Mercado de Operações de Reporte (“MOR”).

Mas antes de tudo, é preciso entendermos o que são REPO’s. A palavra REPO provém da expressão em inglês, repurchase agreement e configura um acordo de recompra, onde o vendedor de um determinado activo (tipicamente obrigações) compromete-se em recomprá-lo numa data futura acrescido dos juros acordados entre as partes. Os juros pagos representam o custo de financiamento ou taxa repo.

Para os compradores, entre outras, as vantagens incluem a rentabilização de recursos mediante o recebimento de juros conforme a taxa repo acordada e a definição do haircut (desconto) proveniente da avaliação do preço dos títulos durante a vigência do acordo.

Um exemplo prático, seria o de uma empresa que recebeu títulos do tesouro como pagamento de dívida do Estado, vulgo “atrasados”, que precisa de liquidez, mas que não pretende vender os títulos definitivamente. Esta empresa pode então negociar uma operação REPO, em que vende os títulos em sua posse, recebe o montante acordado de Kz 89.860.665,74 e, no termo do prazo recompra os títulos por Kz 90.254.565, ou seja por uma taxa de repo de 10%.

Exemplo de uma operação REPO

Na sua essência, as operações REPO apresentam elementos diferenciadores face a outras formas de obtenção de financiamento, nomeadamente:

Liquidez: as REPO´s caracterizam-se por serem operações de curto prazo, oferecendo inclusive a possibilidade de investimentos overnight tornando-os assim um componente fulcral no esforço de gestão de liquidez por parte das instituições intervenientes no mercado;

Taxas de Remuneração competitivas: para o comprador, as REPO´s agregam um prémio de risco associado quando comparadas com os instrumentos tradicionais de money market tais como os bilhetes do tesouro e títulos do banco central. Para os vendedores, representa uma fonte de financiamento de curto prazo a custos controlados e negociados;

Flexibilidade: as REPO´s permitem uma maior customização das operações nomeadamente em termos de valor nominal das mesmas, que podem ser ajustadas consoante as necessidades e expectativas das contrapartes envolvidas;

Segurança: tendo em conta que as operações REPOS são colateralizadas (com recurso a obrigações de divida pública ou outros activos) garantem ao investidor (comprador) uma maior segurança relativamente ao capital que empresta, uma vez que se o vendedor entrar em default, poderá tomar posse do activo dado como colateral e efectuar a sua venda em mercado.

Existem vários modelos de negociação de REPO’s, sendo o mais comum e em mercados mais desenvolvidos como o do Reino Unido e Estados Unidos da América, as REPO Classic. No nosso mercardo, adoptamos o modelo de buy/sell back por ser o mais adequado para a nossa realidade, este que será regido pelas melhores práticas do International Capital Markets Association Global Master Repurchase Agreement (ICMA GMRA).

As operações REPO não são uma inteira novidade em Angola, pois são semelhantes às que são actualmente realizadas através das Operações de Mercado Aberto (“OMA”) promovidas pelo Banco Central, como instrumento de política monetária e no Mercado Monetário Interbancário (“MMI”), nas tomadas e cedências de liquidez entre os Bancos Comerciais.

Com a disponibilização do segmento de REPO nos mercados BODIVA, conferimos aos intervenientes melhor gestão do risco de contraparte, maior facilidade na negociação, maior segurança na liquidação das operações, assim como maior eficiência fiscal.

É com a inauguração de mais este segmento, que a BODIVA consolida a sua missão de desenvolver o mercado regulamentado de valores mobiliários e desse modo, contribuir decisivamente para o financiamento sustentado da economia angolana e dos seus agentes.

Fazemos Mercado, com confiança e transparência.