Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

S&P Global confirma o rating mais elevado do BAD

A instituição aprovou um pacote de ajuda até 10 mil milhões USD para 2020, dos quais 6,9 mil milhões USD serão financiados pelo BAD

Luanda /
22 Jun 2020 / 14:59 H.

A agência de notação de risco S&P Global confirmou a classificação AAA/A-1+, a mais elevada, do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), com perspectivas estáveis, destacando o “papel fundamental” que a instituição desempenhará no apoio a África face à COVID-19.

Em comunicado, a agência de rating sublinha o “perfil de risco financeiro muito forte” do BAB, bem como “a adequação muito forte do capital, o forte financiamento e liquidez, o apoio extraordinário dos accionistas e a adequação da sua governação e gestão”.

A agência de rating registou o aumento de capital do BAD em 115 mil milhões USD (cerca de 103 mil milhões de euros), aprovado pelos accionistas em Outubro de 2019, e o reaprovisionamento do Fundo Africano de Desenvolvimento, em Dezembro de 2019. Com este aumento, o banco quase duplicou o seu capital social para 208 mil milhões USD (186,3 mil milhões de euros).

“As perspectivas estáveis reflectem a nossa expectativa de que, nos próximos dois anos, o BAD irá gerir prudentemente o seu capital, mantendo simultaneamente níveis sólidos de activos de liquidez de alta qualidade e um financiamento sólido”, lê-se num comunicado da S&P Global.

A S&P espera que “os accionistas continuem a apoiar, fornecendo atempadamente pagamentos de capital” e assegurou que o BAD “continuará a beneficiar do tratamento de credor preferencial (PCT)”.

O relatório da agência de notação de risco observou ainda que “o BAD desempenhará um papel fundamental no apoio à região, em especial no contexto da COVID-19”.

A instituição aprovou um pacote de ajuda até 10 mil milhões USD (8,9 mil milhões de euros) para 2020, dos quais 6,9 mil milhões USD (6,15 mil milhões de euros) serão financiados pelo BAD e o restante através da sua vertente de empréstimos em condições favoráveis.

O Presidente do Banco, Akinwumi A. Adesina, manifestou-se muito satisfeito e saudou esta decisão da S&P Global.

“Continuaremos a manter estes padrões, com o forte apoio de todos os nossos accionistas, uma vez que fornecemos aos nossos países-membros, durante e após este período da pandemia da COVID-19, o apoio financeiro, os conhecimentos e as políticas muito necessárias”.

As três principais agências de rating, que atribuem a classificação mais elevada de triplo A ao BAD, saudaram o aumento de capital do banco.