Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Segunda seguradora mais antiga do mercado acaba de ser dissolvida

A AAA seguros deixa oficialmente a actividade seguradora no País depois do anúncio, esta semana, pela Agência Angolana de Regulação e Supervisão de Seguros (ARSEG), da caducidade da autorização que a habilitava a comercialização de seguros.

Angola /
13 Fev 2020 / 15:17 H.

Num comunicado de imprensa, o regulador angolano observa que a caducidade da autorização para o exercício da actividade resultou da dissolução voluntária deliberada pelos accionistas da AAA Seguros e autorizada pela ministra das Finanças, Vera Daves de Sousa.

A AAA Seguros foi a segunda seguradora mais antiga do mercado, depois da ENSA Seguros e actuava nos ramos Vida e não Vida. Era integrante do grupo AAA Activos, um dos maiores conjuntos empresariais nacionais com participações em diferentes sectores como a hotelaria.

A liquidação ocorre sete anos depois de as AAA ter colocado fim à gestão dos fundos de pensões e do planos de pensões “resultado do fraco crescimento dos activos dos referidos fundos e no âmbito da revisão estratégica de negócios da instituição”.

“A decisão de cessar a actividade de gestão de Fundos de Pensões enquadra-se no âmbito da revisão da estratégia de negócios da AAA Pensões e funda-se no baixo crescimento do exercício de gestão dos fundos de pensões, agravada recentemente com a queda brutal do valor dos activos dos fundos de pensões sob nossa gestão, informara na altura o Conselho de Administração liderado por São Vicente.

Devido a alegada gestão pouco transparente, em Março de 2016 as AAA foi substituída na liderança do regime especial de co-seguro das actividades petrolíferas (seguro petroquímico) pela ENSA Seguros, mediante um Despacho Presidencial n.º 39/16, publicado em Diário da República de 30 de Março.

Em relação ao património da empresa, consta que o Governo adquiriu há alguns anos 22 edifícios, para albergar tribunais alguns provinciais, que faziam parte dos activos das AAA.

Foi também adquirido, segundo um Despacho Presidencial de 15 de Março de 2018 o edifício sede antiga AAA Seguros, situado na baixa da cidade de Luanda, que tinha sido inaugurado em 2005 pelo então Presidente da República, José Eduardo dos Santos. Trata-se de um edifício de 10 andares que foi estimado em 20,5 mil milhões Kz, a fim de albergar a Procuradoria Geral da República (PGR).

As compras do património das AAA sempre estiveram envolta em polémicas. Por exemplo, por altura do despacho do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, em 2013, houve quem questionasse a venda dos edifícios das AAA, visto que os mesmos tinham sido construídos com fundos públicos e por isso era mais sensato que ocorresse uma transferência deste património para uma outra unidade estatal a custo zero.