Presidente da República participa na Cimeira sobre Desenvolvimento Sustentável em Abu Dhabi

14 Jan 2019 / 10:21 H.

O Presidente da República, João Lourenço, será orador, amanhã, terça-feira, na Cimeira “O Futuro de África”, um evento promovido pelas autoridades de Abou Dhabi, com a finalidade de debater o desenvolvimento do continente africano.

João Lourenço, chegou este domingo a Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos (EAU), para participar na Cimeira Internacional sobre Desenvolvimento Sustentável, a convite das autoridades locais.

A Cimeira decorrerá até 19 do mês corrente, sob o lema “Convergência da Indústria na Aceleração de Desenvolvimento Sustentável”.

De acordo com a agência de notícias, Angop, o chefe de Estado participará, como convidado de honra, na cerimónia de entrega do prémio Zayed para a Sustentabilidade, em Abou Dhabi.

Organizado pela Masdar, Holding de Desenvolvimento Sustentável de Abu Dhabi, o encontro contará com a presença de líderes mundiais ligados às políticas públicas e com investidores, que vão discutir e buscar soluções para os desafios do setor da energia.

Entre os expositores estarão empresas da Jordânia, Marrocos, Bahrein, Arábia Saudita, Líbano, Estados Unidos, África do Sul, Coreia do Norte, Japão, Reino Unido, Holanda, França, Canadá e Colômbia.

À margem do evento, está na agenda a Cúpula Mundial da Água sobre o uso de recursos hídricos em regiões áridas e os desafios da gestão de resíduos no Médio Oriente.

Está ainda programada a 4.ª Assembleia da Agência Internacional de Energia Renovável e a Conferência de Empregos em Energia Renovável.

Os organizadores esperam receber cerca de 30 mil visitantes das áreas de energia e meio ambiente na mostra, que deve contar com 800 expositores de 40 países e 250 palestrantes.

Angola abriu a representação diplomática nos EAU em 2004, através de um consulado geral, que passou, quatro anos depois, ao estatuto de embaixada.

Angola e os EAU são membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e rubricaram dois acordos, em junho de 2015, sendo um de cooperação económica e técnica e outro de criação da comissão mista entre os Estados. Os dois países cooperam nas áreas de petróleo, gás, da agricultura, entre outras.

Temas