Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Preços grossistas descem 6,25 pontos percentuais em Agosto

A variação dos preços dos produtos nacionais aumentou 1,83% em Agosto do corrente ano, já os importados tiveram um aumento de 0,88%.

Luanda /
27 Set 2022 / 07:37 H.

O índice de Preços Grossistas (IPG) situou-se nos 24,21% em Agosto de 2022, uma redução de 6,25 pontos percentuais (p.p), face ao mesmo período de 2021, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), publicados recentemente.

De acordo com o INE, em Agosto de 2022 o IPG verificou uma variação mensal de 1,12%, que reflecte uma redução de 0,01 p.p, face a Julho do mesmo ano. Do ponto de vista homólogo, o respectivo índice variou 1,23 p.p.

A variação dos preços dos produtos nacionais, informa o INE, aumentou 1,83% em Agosto do corrente ano. A Secção A (Agricultura, Produção Animal, Caça e Silvicultura) tal como no mês passado, registou o maior aumento de preços (1,88%).

Os produtos com maior variação de preços neste grupo foram, indica a instituição, o milho (2,56%); cabrito vivo (2,46%); batata rena (2,41%); banana (2,27%); cenoura (2,12%); galinha viva (2,03%); mandioca (2,02%); limão (1,98%); feijão manteiga (1,91%); gado bovino (1,83%); ovos (1,71%); repolho (1,66%); alho (1,48%); tomate (1,39%); maçã (1,31%); arroz corrente e cebola (1,29%) cada e laranja (1,23%).

Ainda no período em análise, a variação acumulada dos produtos nacionais foi de 19,13%.

Já os preços dos produtos importados em Agosto tiveram um aumento de 0,88% em relação a Julho, influenciado pela variação de preços verificada na Secção A com 0,95%. A variação acumulada dos produtos importados foi de 11,72%.

As cenouras com 3,02%, milho grão (1,78%); ginguba (1,00%); alho (0,99%); cebola (0,95%); laranja (0,77%); feijão castanho (0,74%); tomate (0,68%); repolho (0,67%); ovos (0,49%); batata rena (0,48%); uvas frescas (0,39%) e Feijão-verde (0,38%) foram os produtos que mais aumentaram de preços.

A inflação global do mês de Agosto de 2022 foi (maioritariamente) influenciada pelos preços dos produtos importados que contribuíram com 0,67 pontos percentuais (p.p), um peso de 60%, ao passo que os produtos nacionais com 0,45 pontos percentuais tiveram o que corresponde a 40% do valor da inflação.