Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Potencial de Aquecimento Global diminuiu 4,7% em 2019

O ramo de actividade económica que mais contribuiu para este potencial foi a energia, água e saneamento (25,2%), como vem acontecendo desde 1998.

Luanda /
14 Out 2021 / 07:00 H.

O Potencial de Aquecimento Global diminuiu 4,7% em 2019 e o de Acidificação 1,8%, enquanto a actividade económica continuou a crescer, anunciou esta quarta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE) ao divulgar a Conta das Emissões Atmosféricas.

O potencial de formação de ozono troposférico aumentou 0,2%, segundo a mesma fonte.

“À semelhança do ano anterior, observou-se um decréscimo do Potencial de Aquecimento Global e um crescimento da actividade económica (em 2019 o Valor Acrescentado Bruto cresceu, em termos reais, 2,6%).

Esta dissociação reflectiu simultaneamente as reduções da intensidade energética e da relação entre emissões e a procura de energia”, lê-se no documento do INE.

O Potencial de Aquecimento Global atingiu 66,2 milhões de toneladas de equivalente de CO2 em 2019, um resultado determinado pelo comportamento das emissões de Dióxido de Carbono (CO2), dado que as emissões dos restantes gases aumentaram, de acordo com a análise do INE.

O ramo de actividade económica que mais contribuiu para este potencial foi a energia, água e saneamento (25,2%), como vem acontecendo desde 1998. Relativamente a 2018, este foi também o ramo de actividade que mais reduziu as emissões (-22,3%).

Os sectores da energia, água e saneamento e indústria perfazem no total 53,4% das emissões de CO2. A Agricultura, a silvicultura e a pesca emitiram as maiores quantidades de metano e óxido nitroso (75,7% e 48,5%, respectivamente).