Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Interligação eléctrica Moçambique-Malaui conta com ajuda financeira da Alemanha

A Alemanha vai ajudar a financiar o projecto de interligação eléctrica Moçambique-Malaui, ao abrigo de um acordo a ser hoje, sexta-feira, assinado entre o banco alemão KfW e o governo moçambicano, representado pela Electricidade de Moçambique.

16 Ago 2019 / 09:48 H.

O Ministério dos Recursos Minerais e Energia informou em comunicado que o projecto consiste na construção de uma subestação de 400 KV e de uma linha de transporte de energia, com uma extensão de 218 quilómetros, entre Matambo (província de Tete) e Phombeya (Malaui), ligando as redes eléctricas dos dois países.

Esta linha de transporte fará com que o Malaui fique pela primeira vez ligado à “Southern Africa Power Pool”, permitindo a Moçambique exportar energia eléctrica para aquele país, tendo o acordo de compra de energia e demais acordos técnicos e comerciais entre a Electricidade de Moçambique e a “Electricity Supply Commission of Malawi” (Escom) sido assinados em Abril de 2019 em Blantyre.

O custo deste projecto do lado de Moçambique ascende a 100 milhões de dólares, tendo o governo da Alemanha concedido uma doação de 30 milhões de euros, a serem canalizados através do KfW.

O Banco Mundial aprovou uma doação de 42 milhões de dólares para este projecto e será ainda responsável pelo desembolso de uma doação da Noruega no montante de 24 milhões de dólares.

O ministro dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, Max Tonela, afirma no documento que o Malaui poderá, através deste projecto, “participar em igualdade de condições com todos os outros Estados Membros (da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral) no comércio regional de electricidade.” (Macauhub)