Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Guterres pede reforma da dívida para países em desenvolvimento

Após a cimeira do clima COP27, Guterres já tinha pedido aos países mais desenvolvidos que cumprissem com o objectivo de contribuir com 100 mil milhões de USD para os países mais pobres.

Luanda /
02 Dez 2022 / 11:47 H.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou hoje à “reforma da arquitectura da dívida internacional”, permitindo que os países em desenvolvimento invistam na melhoria dos serviços sociais.

Guterres encontra-se na Etiópia, no âmbito da cimeira anual ONU (Organização das Nações Unidas), União Africana, em Adis Abeba.

“Muitos países estão presos numa espiral de dívida que os impede de investir em sistemas e serviços essenciais, como a educação, saúde, segurança social, emprego, ciência ou inovação”, apontou Guterres, que falava aos jornalistas após uma reunião com o líder da União Africana, Moussa Faki Mahamat.

O secretário-geral da ONU disse que, no mês passado, exortou os chefes de Estado e de Governo do G20 (grupo de ministros das finanças e responsáveis pelos bancos centrais das maiores economias) a promoverem os objectivos de desenvolvimento sustentável, de modo a proporcionar a estes países “investimento, liquidez e alívio da dívida”.

Após a cimeira do clima COP27, Guterres já tinha pedido aos países mais desenvolvidos que cumprissem com o objectivo de contribuir com 100 mil milhões de USD para os países mais pobres.