Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Eurogrupo faz balanço do impacto do coronavírus na economia

Mário Centeno convocou uma teleconferência para analisar os desenvolvimentos económicos e financeiros na sequência da propagação do coronavírus e espera uma coordenação entre as autoridades nacionais na resposta ao surto.

China /
04 Mar 2020 / 09:30 H.

Os ministros das Finanças da zona euro reúnem esta quarta-feira por teleconferência para coordenar as respostas dos países ao surto do coronavírus, num encontro extraordinário que irá incluir também Estados fora da moeda única.

“Para fazer um balanço dos recentes desenvolvimentos económicos e financeiros e coordenar as respostas nacionais à propagação do COVID-19, decidi organizar uma teleconferência do Eurogrupo + (incluíndo Estados-membros fora do euro) a 4 de março”, escreveu o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, numa publicação no Twitter, na última sexta-feira, dia 28 de fevereiro.

A reunião dos ministros das Finanças do Eurogrupo ocorre depois de os países do G7 terem reunido esta terça-feira. Estados Unidos, Alemanha, Canadá, Estados Unidos, França, Itália, Japão e Reino Unido anunciaram estar prontos para “utilizar todos os instrumentos apropriados” com o objectivo de diminuir o impacto económico do surto. Os ministros das Finanças e os bancos centrais do G7 assinalaram ainda estar prontos para agir, “incluindo adoptar medidas orçamentais se for apropriado” para apoiar apoiar a economia”.

Nos Estados Unidos, a Reserva Federal norte-americana já anunciou um corte da taxa de juro directora de 50 pontos base para um intervalo entre 1% e 1,25%, com o objectivo de mitigar os efeitos do surto na economia.

O coronavírus já provocou mais de três mil mortos e infectou quase 90 mil pessoas em 67 países desde que foi detectado em dezembro na China, mas das pessoas infectadas, cerca de 45 mil recuperaram.