ENDIAMA E SODIAM serão privatizadas

O Governo pretende que as empresas passem a ser operadoras e no futuro levá-las para a bolsa ou, no caso de uma delas, uma privatização quase total.

Angola /
18 Mar 2019 / 17:51 H.

O sector diamantífero terá modelo de reorganização semelhante ao petrolífero com a privatização das empresas estatais do ramo e a criação de uma autoridade reguladora, revelou hoje o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo.

“Vamos encetar um processo de transformação em que as duas empresas vão deixar de ser concessionárias e serão transformadas em operadoras, sendo que no futuro vamos levar as duas firmas para a bolsa ou, no caso de uma delas, faremos uma privatização quase total”, avança o governante, que falava durante a conferência sobre reorganização de petróleo e gás.

Diamantino Azevedo adiantou ainda que o Governo ganhou experiência com a reforma nos petróleos e, por isso, agora vai fazer a reforma do sector mineiro que começou com a nova política de comercialização dos diamantes. “Já temos várias firmas a investirem em projectos no País. Temos vários projectos de prospecção de diamante, ouro, fosfato e rochas ornamentais”, conclui.

A Empresa Nacional de Prospecção, Exploração, Lapidação e Comercialização de Diamantes de Angola (ENDIAMA E.P.) foi fundada pelo Estado a 15 de Janeiro de 1981 como concessionária nacional dos direitos de mineração de diamantes.

Já a SODIAM (Sociedade de Comercialização de Diamantes de Angola) é uma empresa de compra e venda de diamantes de produção nacional, na qualidade de “Canal Único de Comercialização”.