Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

Emprego informal aumenta 5,5% no segundo trimestre

O emprego informal representa em Angola 79,3% da população empregada, as mulheres são as que mais desenvolvem esta actividade

Luanda /
22 Ago 2022 / 11:00 H.

O Instituto Nacional de Estatística (INE) contabilizou 9 milhões 012 mil e 070 empregos informais no segundo trimestre de 2022, um aumento de 468 mil quando comparado com o registo do mesmo período de 2021 (8 milhões 543 mil 619), representando o crescimento de 5,5%.

No primeiro trimestre deste ano, descreve a Folha de Informação Rápida (FIR) do INE, o número de emprego informal fixou-se em 9 milhões 034 mil 892, uma redução de 0,3%.

O emprego informal, esclarece o INE na FIR, representa em Angola 79,3% da população empegada, as mulheres são as que mais desenvolvem esta actividade.

No segundo trimestre de 2022, apontam os dados do Inquérito ao Emprego em Angola (IEA), a maioria dos empregados no emprego informal foram trabalhadores por conta própria (49,5%); os trabalhadores familiares representaram 29,8%, enquanto os trabalhadores para o consumo próprio 12,2%.

A análise dos dados indicou ainda que a taxa de emprego informal é maior na área rural que na urbana com 95,0% e 65,4% respectivamente.

O coordenador do Centro de Investigação Económica e Social da Universidade Agostinho Neto (UAN), Fernandes Wanda, considera a informalidade em Angola um problema que precisa de medidas realistas.

O economista disse que o Executivo tem em execução o Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI), que mais não faz do que registar essas pessoas. “Todavia, isso não significa que após formalizar essas actividades deixam de ser de sobrevivência, quem governa precisa de compreender isso”.

Fernandes Wanda afirmou ainda que o mercado de trabalho no País está concentrado em sectores como o comércio, banca, telecomunicações e serviços. Acrescentou que existem poucas opções para os jovens no sector produtivo, particularmente na indústria transformadora que caso fosse dinamizada, por efeito de arrasto iria gerar mais empregos no sector de serviços.

“O desemprego em Angola precisa de ser encarado pela governação como um inimigo público ao lado da corrupção, bajulação, nepotismo e outros tantos males identificados pela administração cessante. De outra forma não será possível arranjar-se soluções, que passam pelo fomento do emprego formal via sector produtivo”, disse.

Quanto ao número da população desempregada no segundo trimestre de 2022, os números do INE indicam que houve uma redução de pelo menos 46 mil, face ao período homólogo, pois saiu de quase 5 milhões para 4,9 milhões; uma diminuição de 1,7%.

Mais da metade da população jovem dos 15 aos 24 anos de idade, segundo o estudo, é afectada pelo desemprego que registou uma taxa de 56,7% no segundo trimestre de 2022, uma redução de 1pp em termos homólogos e 0,5 pp do ponto de vista trimestral, como se pôde depreender nos dados.

O inquérito do INE aponta ainda que mais de 3 milhões de jovens na faixa etária dos 15 aos 24 anos de idade encontram-se desempregados.

Sobre o desemprego juvenil, Fernandes Wanda afirma que a população angolana é maioritariamente jovem, na ausência de um plano credível que incentiva a oferta do primeiro emprego fica difícil conquistar um espaço no mercado de trabalho.

“Aos 24 anos um jovem pode terminar um curso superior, mas dificilmente vai ter a experiência que o mercado de trabalho hoje exige”, sustentou.

Para além dos aspectos ligados à formação académica e à respectiva qualidade, continuou, é preciso que quem governa compreenda que a oferta de emprego só vai melhorar caso haja um sector empresarial forte (público ou privado, já que as empresas públicas também devem criar riqueza).

Quanto ao emprego, segundo ainda o INE, aumentou 655 mil, perfazendo uma taxa de 62,7%; que reflecte um aumento de 1 pp em termos homólogos.

O inquérito do INE diz que mais da metade da população (53,2%) está empregada na agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca, seguido do comércio por grosso e a retalho com 19,1%.