Mercado de valores
Tempo - Tutiempo.net

De olhos postos na reunião da Fed, BCE afasta política monetária

No dia em que termina a reunião da Fed e pode estar a ser ponderada uma subida das taxas de juro, o BCE exclui replicar a medida na zona euro. O governador Gediminas Šimkus reconhece que a incerteza está a aumentar, mas garante que subida da inflação está “alinhada” com projecções do BCE.

Luanda /
26 Jan 2022 / 17:52 H.

Enquanto a Reserva Federal dos Estados Unidos debate a subida antecipada das taxas de juro, o Banco Central Europeu (BCE) veio esta quarta-feira acalmar os ânimos na Europa. A autoridade monetária garante que não precisa de reduzir já as políticas acomodatícias e reitera que a inflação deverá recuar em breve.

A garantia foi dada pelo governador do banco central da Lituânia, Gediminas Šimkus, numaentrevista à Bloomberg. O economista lituano considera que a política monetária da zona euro não pode ser comparada com a dos Estados Unidos "porque a situação económica é diferente" e, por isso, o caminho a seguir será também diferente.

Isso significa que um aumento das taxas de juro na zona euro é, para já, uma hipótese descartada pelo BCE, em contramão com a Fed, que se prepara subir os juros para conter a subida da inflação. A concretizar-se, seráa primeira subida desde 2018. Além disso, estão ainda previstos outros dois aumentos para este ano.